Conjuntura Para 27% dos portugueses 2017 será um ano de prosperidade económica

Para 27% dos portugueses 2017 será um ano de prosperidade económica

Uma sondagem feita pela Win Gallup International em associação com a Marktest, mostra que Portugal está entre os 31 países com maior optimismo em relação ao ano de 2017.
Para 27% dos portugueses 2017 será um ano de prosperidade económica
Negócios 14 de fevereiro de 2017 às 13:44

Um estudo de opinião levado a cabo pela Win Gallup International, que contou também com a participação da Marktest, mostrou que Portugal se encontra entre os 31 países (em 66 países analisados) mais optimistas relativamente ao presente ano de 2017.

 

À pergunta, "em comparação com este ano, em sua opinião, 2017 será, para o seu país, um ano de prosperidade económica, de dificuldade económica ou permanecerá o mesmo?" colocada pela Win Gallup International, 27% dos inquiridos portugueses responderam que este ano será um de prosperidade económica.

 

Já 22% consideram que será de dificuldades económicas, 47% acreditam que será idêntico a 2016, enquanto os restantes 3% não quiseram ou não souberam responder à questão.

 

Em relação a blocos regionais, verifica-se que os cidadãos da União Europeia (UE) são os mais pessimistas de entre todos os entrevistados. Somente 17% prevêem que 2017 seja um ano de prosperidade, enquanto 25% espera dificuldades económicas. 41% dos cidadãos da UE antecipam que as condições económicas vão manter-se em relação a 2016 e 7% não responderam.

 

Hong Kong e a Ucrânia registam níveis elevados de pessimismo, com 64% e 62%, respectivamente, a anteciparem um ano de 2017 de dificuldades económicas.

 

O estudo da Win Gallup foi realizado entre Outubro e Dezembro de 2016, junto de uma amostra de 68 759 entrevistados.

 

Num outro estudo realizado pela Win Gallup, cujos resultados foram conhecidos na semana passada, em que se colocava a pergunta sobre se 2017 será "melhor, igual ou pior que 2016", 40% dos inquiridos responderam ter boas expectativas, 31% a anteciparem um ano igual a 2016 e 22% pessimistas em relação a este ano. Portugal surgia em 18.º dos países mais optimistas. 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
pertinaz Há 1 semana

A ESPERANÇA É A ÚLTIMA A MORRER

Carlos F. Barbosa Há 1 semana

27% , devem ser funcionários públicos.

pub