Orçamento do Estado Parlamento confirma entrega do Orçamento do Estado a 13 de Outubro

Parlamento confirma entrega do Orçamento do Estado a 13 de Outubro

O Governo comprometeu-se a entregar o Orçamento do Estado para 2018 na Assembleia dois dias antes do prazo final. O documento tem votação final marcada para 28 de Novembro.
Parlamento confirma entrega do Orçamento do Estado a 13 de Outubro
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios com Lusa 19 de setembro de 2017 às 12:40
A votação final do global do Orçamento do Estado de 2018 está prevista para 28 de Novembro, após um mês de debate na especialidade e da votação na generalidade, a 3 de Novembro.

O calendário foi definido esta terça-feira em conferência de líderes parlamentares, na Assembleia da República, em Lisboa.

A entrega está prevista para 13 de Outubro, tal como o Negócios avançou, uma sexta-feira, dois dias antes da data limite - 15 de Outubro, que este ano calha a um domingo.

As primeiras informações sobre o orçamento serão comunicadas pelo Governo a 11 de outubro, na habitual reunião com os partidos com representação parlamentar -- PAN, PEV, PCP, BE, CDS, PSD e PS.

A apresentação do documento pelo ministro das Finanças, Mário Centeno, está prevista para 24 de Outubro, na comissão de Orçamento e Finanças.

No outro dia será o ministro do Trabalho, Vieira da Silva, a apresentar o orçamento na mesma comissão.

Depois da votação na generalidade, com debate previsto para 2 e 3 de Novembro, segue-se a discussão sectorial, ministério a ministério, nas comissões respectivas.

As votações na especialidade, resultado de eventuais alterações propostas pelos partidos e aceites pela maioria, estão agendadas para 23, 24 e 27 de Novembro.

Por fim, a votação final global, último ato parlamentar quanto ao Orçamento do Estado, antes de ser enviado ao Presidente da República, está previsto para 28 de Novembro com a votação final global.

Antes da apresentação do orçamento, o Governo do PS terá de negociar com os partidos que o apoiam no Parlamento - PEV, BE e PCP.



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Já não Há Mentira que Pegue 27.09.2017

Não se vê Razão nenhuma para votar em outro Partido nas eleições, vê-se Todas as Razões para Votar no PS, 1º porque ninguém quer voltar a Trás, aos Saques do PSD e CDS,2º Acabar com a dependência do BE, já que o PSD se Auto Excluio das Soluções para Portugal, agarrados que estavam ao TACHO.

Já não Há Mentira que Pegue 27.09.2017

Não se vê Razão nenhuma para votar em outro Partido nas eleições, vê-se Todas as Razões para Votar no PS, 1º porque ninguém quer voltar a Trás, aos Saques do PSD e CDS,2º Acabar com a dependência do BE, já que o PSD se Auto Excluio das Soluções para Portugal, agarrados que estavam ao TACHO.

Saber mais e Alertas
pub