Agricultura e Pescas Parlamento dos Açores aprova alargamento do gasóleo colorido a viaturas de apoio à pesca

Parlamento dos Açores aprova alargamento do gasóleo colorido a viaturas de apoio à pesca

O parlamento dos Açores aprovou, por unanimidade, uma proposta do Governo Regional, que permite que o gasóleo colorido destinado às embarcações de pesca possa também ser utilizado nas viaturas de apoio às actividades piscatórias.
Parlamento dos Açores aprova alargamento do gasóleo colorido a viaturas de apoio à pesca
Correio da Manhã
Lusa 13 de julho de 2017 às 00:21

A medida, apresentada pelo secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia, Gui Menezes, pretende ser um contributo para o "aumento dos rendimentos dos profissionais do sector", já que o gasóleo colorido (que custa 48 cêntimos por litro), é substancialmente mais barato que o gasóleo rodoviário (1,18 euros por litro).

 

Segundo o governante, esta medida irá "diminuir os custos operacionais na aquisição do gasóleo para as viaturas ligadas à actividade da pesca" em cerca de 70 cêntimos por litro, nomeadamente as que se destinam ao transporte de tripulações e de aparelhos entre portos, lotas, postos de recolha e casas de aprestos.

 

"Os custos operacionais, como é o caso da aquisição de combustível, são retirados dos rendimentos obtidos com a venda do pescado", recordou Gui Menezes, salientando que, a partir de agora, será maior o montante disponível para ser distribuído por todos os pescadores.

 

Para garantir que este apoio do Governo na aquisição de combustível a preços mais acessíveis será feito de forma "justa" e "transparente", será atribuído um "plafond" a cada armador para o abastecimento da sua viatura, que terá por base "o número de descargas em lota da embarcação".

 

Gui Menezes lembrou que uma das prioridades do executivo socialista, liderado por Vasco Cordeiro, é aumentar o rendimento dos profissionais da pesca na região, nomeadamente através de apoios financeiros, novas formas de gestão dos recursos e promoção de actividades complementares à pesca.

 

O secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia lembrou que no primeiro ano de mandato do actual executivo regional, já foram investidos "cerca de 2,7 milhões de euros" de apoios na aquisição de combustível para as embarcações de pesca da região.

 

Todos os partidos com assento parlamentar (PS, PSD, CDS-PP, BE, PCP e PPM), votaram a favor da proposta do executivo, embora alguns partidos da oposição entendam que é necessário fazer ainda mais, no sentido de aumentar os rendimentos do sector, admitindo que ainda existem pescadores com fracos rendimentos no arquipélago.

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub