União Europeia Parlamento Europeu exige participar nas negociações do Brexit

Parlamento Europeu exige participar nas negociações do Brexit

O líder do Parlamento Europeu, Martin Schulz, exigiu esta quarta-feira ao presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, garantias sobre o envolvimento dos eurodeputados nas negociações sobre o Brexit, sob pena de rejeitar as conclusões.
Parlamento Europeu exige participar nas negociações do Brexit
Bloomberg
Lusa 14 de dezembro de 2016 às 21:25

Martin Schulz, em nome dos líderes dos grupos políticos do hemiciclo reunidos em Estrasburgo, enviou uma carta de protesto a Donald Tusk depois de ter tomado conhecimento do projecto de uma reunião a "27" sobre o Brexit após uma cimeira europeia, explicou, em comunicado, o Parlamento.

 

Na carta, o presidente Martin Schulz exprime o seu "descontentamento pela maneira como o projeto de conclusões (...) relega o Parlamento para uma posição secundária no processo de negociações do Brexit".

 

Caso aquela posição secundária venha a ser confirmada, Martin Schulz admite estabelecer as suas próprias regras com o negociador da União Europeia nomeado pela Comissão Europeia, Michel Barnier, e com o Governo britânico e rejeitar no Parlamento o resultado final das negociações.

 

Martin Schulz recorda também que apenas o Parlamento Europeu pode ratificar ou não o acordo com o Reino Unido.

 

O social-democrata alemão deverá deixar a liderança do Parlamento Europeu no início de 2017.

 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 14.12.2016

Estara o Martin Schulz com receio que os ingleses arrastem consigo os paises enforcados?Eles praticamento estao como os famintos da rua S.Catarina no porto,so guerreio pelo lugar.

pub