Orçamento do Estado Parque automóvel do Estado vai ter 150 carros eléctricos em 2017

Parque automóvel do Estado vai ter 150 carros eléctricos em 2017

O Governo aceitou uma proposta do PAN para acelerar a renovação da frota de veículos do Estado. No próximo ano, o parque automóvel do Estado vai ter 150 novos carros eléctricos. O objectivo é chegar aos 1.200 veículos em 2019.
Parque automóvel do Estado vai ter 150 carros eléctricos em 2017
Miguel Baltazar
Bruno Simões 23 de Novembro de 2016 às 12:20
O parque automóvel do Estado vai contar com 150 novos carros eléctricos já no próximo ano. Esta foi uma das propostas de alteração do Partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) ao Orçamento do Estado para 2017 que foi aceite pelo Governo e que vai ser incluída na versão final da proposta, que é votada na próxima terça-feira, 29 de Novembro.

A proposta do PAN compromete o Governo com o programa de incentivo à mobilidade eléctrica que está em vigor na Administração Pública, o ECO.mob, desde Julho de 2015. Ao abrigo desse programa, a frota de veículos do Estado deve contar com 1.200 carros eléctricos até 2020. "Cabe ao Estado também dar o exemplo e mostrar orientações claras" para a promoção da mobilidade sustentável, defende o PAN.

O PAN quer que já no próximo ano sejam introduzidos 150 veículos eléctricos nos organismos da Administração Pública, e que os 1.200 veículos sejam atingidos já em 2019. Adicionalmente, o PAN pede um "reforço das infraestruturas de carregamento, com a instalação de, pelo menos 250 novos pontos de carregamento em território nacional".

De acordo com um comunicado do partido, "é necessário um compromisso nesta área que vá para além desta legislatura, são necessários compromissos reais de longo prazo sobre política climática". E para "atingir a ambiciosa meta de balanço neutro de emissões em 2050", que António Costa anunciou na cimeira do ambiente, em Marraquexe, "é essencial diminuir drasticamente a dependência do país de combustíveis fósseis".

O partido representado por André Silva continua a defender que Portugal deve estabelecer uma meta de médio prazo "para que apenas veículos eléctricos sejam comercializados no país", à semelhança do que acontece na Holanda e na Alemanha. Porém, o Governo não deu luz verde a essa pretensão.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub