Banca & Finanças Passos Coelho critica Governo por adiar solução para o crédito malparado

Passos Coelho critica Governo por adiar solução para o crédito malparado

O presidente do PSD criticou hoje o Governo por adiar a apresentação de uma solução para o crédito malparado ao longo de ano e meio, sublinhando que já era tempo do executivo dizer "alguma coisa".
Passos Coelho critica Governo por adiar solução para o crédito malparado
Miguel Baltazar
Lusa 07 de setembro de 2017 às 18:28
"Já ouvi esta conversa muitíssimas vezes e de cada vez que somos chamados a verificar o que se passou ficamos com a ideia de que a montanha pariu um rato", afirmou aos jornalistas Pedro Passos Coelho, à margem de uma visita a uma empresa de produção e comercialização de abóboras, na Lourinhã.

Para o social-democrata, "já era tempo de o Governo dizer alguma coisa", em vez de criar especulação sobre o assunto na comunicação social.

Sem citar fontes oficiais, o jornal Público avança hoje que o Governo chegou a acordo com a CGD, o BCP e o Novo Banco para resolver o problema do crédito malparado empresarial que está a contaminar o sistema financeiro.

Segundo aquele diário, a solução vai envolver a Instituição Financeira de Desenvolvimento, vulgarmente designada de banco de fomento, como uma das fontes financiadoras do mecanismo.

"Encaro essas soluções com alguma cautela e com alguma reserva, porque a solução mais natural para esses problemas custa muito dinheiro e nem os bancos e os seus accionistas o têm, nem o Estado o pode lá colocar", reagiu Passos Coelho.

Ainda segundo o jornal, a equipa de António Costa, em articulação com o Banco de Portugal, prepara-se para anunciar, nos próximos dias, que fechou as condições de financiamento e o modelo de gestão daquela entidade.



A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

Este atrasado mental só sabe dizer mal, mas soluções alternativas credíveis, ZERO!
Nunca mais serás o que quer que seja na política e sairás pela porta mais pequena que exista, pois nem a ombridade tiveste de sair pelo teu próprio pé.
Um triste que não percebe que arrasta o Partido para o fundo.

Anónimo Há 2 semanas

Obrigado PASSOS por teres tirado Portugal da BANCARROTA. Estado deplorável em que os ladrões deixaram o país. E é vê-los (alguns) neste governo.

General Ciresp Há 2 semanas

Olha la oh Passos nao te ficaria melhor dizeres que o largo PARIU ratos,eles nao param de aumentar.OS verdadeiros adoram queijo,os falsos TAINAS e fogueiras.

pub