Política Passos Coelho diz que economia não cresce porque Governo "é revanchista"

Passos Coelho diz que economia não cresce porque Governo "é revanchista"

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, afirmou hoje que a economia não está a crescer porque o Governo "é revanchista" e os partidos que o sustentam têm uma agenda que "passa por desfazer o que foi feito".
Passos Coelho diz que economia não cresce porque Governo "é revanchista"
Lusa 07 de janeiro de 2017 às 11:34

"Se o Governo que tomou posse em novembro do ano passado, em vez de ser um Governo revanchista, que quer desfazer à força o que o anterior fez, tivesse sido um Governo que dissesse muito bem, o que passou, passou, tivemos um resgate, houve medidas difíceis que tivemos que tomar (...). Vamos agora olhar para futuro e ver o que podemos fazer em cima disto", afirmou Passos Coelho, num jantar convívio organizado pelo PSD de Arcos de Valdevez.

 

Perante cerca de 650 militantes, o líder social-democrata afirmou que "a economia não está a crescer tanto como crescia em 2015 e que o Governo acha que este ano, por melhor que as coisas corram, também não crescerá tanto como em 2015, é porque as decisões que têm vindo a ser tomadas não favorecem um crescimento maior".

 

"Estou convencido de que um Governo do Partido Socialista - não sei se seria possível com o apoio do Partido Comunista e do Bloco de Esquerda, mas é outra conversa - que olhasse para o Governo desta maneira teria melhores resultados do que aqueles que este Governo alcançou", sustentou.

 

Apontou os casos de Espanha e da Irlanda, que passaram por "processos muito parecidos" com o de Portugal, mas que "estão a crescer a um ritmo muito superior ao de Portugal"

"Portanto, é possível, não é assim um desejo irrealista, dizer que precisávamos de estar a crescer 2,5 a 3% porque estamos a crescer menos de metade disso".

 

Passos Coelho disse que "não basta gerir o que está feito" e lamentou que o "Governo tenha tomado a decisão não só de ficar gerir o que está como a desfazer uma parte do que estava feito".

 

"Será possível ao Governo mudar a agulha e fazer melhor. Possível é. Se aprender com os erros de 2016 pode fazer melhor em 2017. Em vez da economia crescer tão pouco como está previsto talvez possa crescer mais, mas para isso tem de haver alguma coisa que acrescente".




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

O DIABO FOI PARIDO POR UMA CADELA COM SARNA.

Anónimo Há 2 semanas

Este idiota que foi o único 1º ministro que saiu com um PIB inferior àquele com que entrou fala de crescimento ..

realmente Há 2 semanas

Que santa tristeza!

Francisco António Há 2 semanas

Cada vez gosto mais de Passos Coelho ! Nunca votei no homem mas...nada me impede de lhe desejar longa vida como líder laranja. É que assim, o PSD manter-se-á na oposição por largos anos !!!

ver mais comentários
pub