Política Passos Coelho vai abandonar o Parlamento

Passos Coelho vai abandonar o Parlamento

Depois da eleição do sucessor, que pode sair da disputa entre Rui Rio e Santana Lopes, o ainda líder do PSD vai deixar o lugar de deputado. As directas e o congresso vão ser agendados esta noite pelo Conselho Nacional.
Passos Coelho vai abandonar o Parlamento
Miguel Baltazar
Negócios 09 de outubro de 2017 às 09:05

Não vai andar "a rondar" dentro do partido nem nos corredores da Assembleia da República. A promessa de Pedro Passos Coelho não ficar a fazer sombra ao sucessor, feita no discurso ao Conselho Nacional em que anunciou a decisão de não se recandidatar, será extensível aos trabalhos parlamentares.

 

Segundo escreve o DN esta segunda-feira, 9 de Outubro, o líder do PSD deve abandonar a actividade parlamentar no próximo ano, já depois de escolhido e entronizado o novo chefe do partido. Aliás, no último debate quinzenal e na reacção ao discurso presidencial de 5 de Outubro, o protagonismo já foi deixado a outros: Hugo Soares, líder parlamentar, e José Matos Rosa, secretário-geral do partido, respectivamente.

 

Esta novidade surge no início de uma semana que promete ser decisiva para o combate eleitoral no partido. Rui Rio já agendou a apresentação da candidatura para as 18:30 de quarta-feira no Hotel Meliá Ria, em Aveiro. No entanto, noticia o Público, Pedro Santana Lopes poderá antecipar-se e, na véspera da comunicação oficial do ex-autarca do Porto, anunciar também a entrada na corrida à sucessão de Passos.

 

A data para a realização destas eleições directas, que vão determinar o novo presidente da comissão política nacional, vai ser fixada esta segunda-feira, a partir das 21h, pelo Conselho Nacional do PSD, estimando-se que possam acontecer em meados de Dezembro. Reunido no hotel Sana, em Lisboa, este órgão irá também convocar o 37.º congresso do partido.




pub