Política Passos diz que PSD não muda de discurso conforme seja oposição ou governo

Passos diz que PSD não muda de discurso conforme seja oposição ou governo

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, afirmou hoje, em Ponte da Barca, que o partido não muda de discurso consoante esteja no governo ou na oposição.
Passos diz que PSD não muda de discurso conforme seja oposição ou governo
Paulo Duarte
Lusa 03 de junho de 2017 às 20:57

"Posso ser criticado por muitas coisas - e isso é natural em democracia, nós temos de estar sujeitos ao escrutínio e à crítica -, mas não me parece que se aplique muito a crítica que às vezes ouço de que estamos a mudar o discurso e andamos a ver as coisas de outra maneira. Eu acho que estou razoavelmente a avaliar as coisas de forma muito parecida com aquela que tinha há um ano, e há dois e há três", frisou.

 

Na sexta-feira, em Santarém, o secretário-geral do PS, António Costa, acusou a oposição de "andar perdida" e de ter arranjado "um novo discurso" quando percebeu que o "diabo" que havia anunciado "não veio, não está para vir e não vai vir".

 

"Como o diabo não veio, tiveram que arranjar um novo discurso e, então, agora o novo discurso é absolutamente extraordinário: ‘não, o diabo não veio porque eles afinal limitaram-se a dar continuidade àquilo que nós estávamos a fazer’", disse António Costa.

 

Hoje, na resposta, Passos Coelho contrapôs que o PSD tem sido "muito consistente e, até, coerente" no seu discurso.

 

"Não dizemos na oposição uma coisa diferente do que dizíamos quando estávamos no Governo", enfatizou.

 

O líder do PSD disse que o partido continua a defender a necessidade de "reformas importantes" para assegurar um crescimento sustentável da economia.

 

"Se eu lá estivesse [no governo], era o que seu estaria a fazer: a avaliar as reformas que já tinha feito e a lançar uma segunda leva de reformas que permitisse olhar para o futuro com outra confiança", rematou.

 

Passos Coelho passou hoje do dia no distrito de Viana do Castelo, tendo visitado de manhã as Termas de Melgaço e de tarde a Santa Casa da Misericórdia de Ponte da Barca.

 


A sua opinião7
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado SÍTIO MUITO MANHOSO Há 3 semanas


... vai trabalhar malandro !

Desaparece...

comentários mais recentes
eleitor Há 3 semanas

Se Sócrates era o Pinóquio , este é o Gepeto ...ou a Fada Azul !!!!...........é lastimável esta criatura !

SÍTIO MUITO MANHOSO Há 3 semanas


... vai trabalhar malandro !

Desaparece...

Mete dó ? Ex.votante do PSD. Há 3 semanas

O Povo não é to tó ?

Desanimado Há 3 semanas

Ou seja, passos estaria a avaliar as reformas (cortes) que fez e estaria a preparar-se para lançar uma nova leva de reformas (cortes), que permitisse olhar para o futuro com mais confiança de que ficaria tudo a pão e água.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub