Política Passos diz que resultados nas autárquicas em Lisboa podem "surpreender muita gente"

Passos diz que resultados nas autárquicas em Lisboa podem "surpreender muita gente"

O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, afirmou hoje que os resultados das eleições autárquicas podem surpreender muita gente, defendendo que "vale a pena fazer diferente" na capital.
Passos diz que resultados nas autárquicas em Lisboa podem "surpreender muita gente"
Lusa 15 de setembro de 2017 às 12:56
Ao lado da candidata do PSD à Câmara Municipal de Lisboa, Teresa Leal Coelho, o presidente social-democrata visitou a Associação Portuguesa das Famílias Numerosas e passeou pelos jardins de Belém, bem perto de uma manifestação de enfermeiros, com a qual a comitiva fez questão de não se cruzar.

Antes, aliás, questionado sobre o protesto e a nova greve dos enfermeiros, Passos escusou-se a responder, dizendo que hoje queria concentrar-se nas questões de Lisboa.

"A eleição de Lisboa é capaz de surpreender muita gente, há gente que tem dito coisas cheias de certezas, e eu não tenho certezas como essas que o dr. Medina já tem a eleição ganha e isto é um passeio", alertou.

Pelo contrário, defendeu, "vale a pena fazer diferente e não esperar pelos próximos quatro anos".

Questionado sobre a possibilidade de o PSD poder fazer uma coligação pós-eleitoral em Lisboa com o CDS, Passos sublinhou que os dois partidos "nunca tiveram dificuldade" em encontrar convergências.

No final da iniciativa de campanha, a primeira em que Passos e Teresa Leal Coelho se encontram depois do lançamento oficial da candidatura, houve tempo para uma pausa nos pastéis de Belém, onde o líder do PSD ainda haveria de se cruzar e cumprimentar alguns enfermeiros que faziam horas para o protesto com início em frente à Presidência da República.

Com Marcelo Rebelo de Sousa ausente em Malta, Passos foi questionado se convidaria o inquilino de Belém para um pastel.

"Não seria necessário, se bem me recordo também gosta muito de pasteis, mas tinha muito gosto em comer um pastel de Belém com ele", respondeu, rejeitando a ideia de que entre os dois haja qualquer tipo de relação amarga, embora admitindo que não se pode qualificar como "uma doce relação".

Durante o passeio por Belém, Passos recordou que vem agora menos a esta zona - como primeiro-ministro tinha a reunião semanal com o chefe de Estado às quintas-feiras - mas disse esperar ainda voltar no futuro a ter razões para essa visita semanal a Belém.

Como adversários nestas eleições autárquicas, marcadas para 1 de Outubro, Teresa Leal Coelho terá como adversários Fernando Medina (PS), Assunção Cristas (CDS-PP), João Ferreira (CDU), Ricardo Robles (BE), Inês Sousa Real (PAN), Joana Amaral Dias (Nós, Cidadãos!), Carlos Teixeira (independente apoiado pelo PDR e JPP), António Arruda (PURP), José Pinto-Coelho (PNR), Amândio Madaleno (PTP) e Luís Júdice (PCTP-MRPP).



A sua opinião24
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Podes crer! Há 4 dias

A tua candidata ainda vai ficar atrás do CDS!

Anónimo Há 1 semana

http://semtraste.blogspot.pt/2017/09/os-anonimos.html

Lol Há 1 semana

O mentiroso ainda tem seguidores

pertinaz Há 1 semana

CARREGA PASSOS...!!!

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub