Orçamento do Estado PCP elogia Orçamento mas mantém que ficou aquém

PCP elogia Orçamento mas mantém que ficou aquém

Os comunistas elogiaram os progressos alcançados com este Orçamento, mas mantêm que existem diferenças de fundo com o PS.
PCP elogia Orçamento mas mantém que ficou aquém
Miguel Baltazar/Negócios
Marta Moitinho Oliveira 27 de novembro de 2017 às 17:25

O líder parlamentar do PCP, João Oliveira, elogiou esta segunda-feira os avanços conseguidos no Orçamento do Estado para 2018, mas mantém que existem diferenças de fundo entre comunistas e socialistas. 

"Não se trata de diferenças de ritmo ou intensidade na reposição de direitos mas sim de diferenças de fundo", disse João Oliveira, referindo-se às limitações que o PCP vê no euro, na dívida e nas regras europeias. Estas continuam a "limitar o alcance das medidas do Governo", afirmou. 

O líder parlamentar dos comunistas falava na sessão de encerramento do debate do Orçamento do Estado para 2018.

Antes, João Oliveira tinha enunciado algumas das conquistas do PCP no Orçamento, como por exemplo a eliminação das cativações de alguns serviços públicos.

Nas progressões dos professores e nos incêndios este Orçamento ficou "aquém", exemplificou. O líder parlamentar criticou ainda PSD e CDS por terem tentado "desvalorizar" o documento. 




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

Porque é que estes gajos não vão todos para a Coreia do Norte

Tentando Perceber a Política Há 2 semanas

Terminou a Esperança dos Partidos e Presidente Neoliberais, o Governo não caiu, com a consciência que os Comunistas tinham da autoflagelação se falhasem com o Apoio ao Costa, e o Governo pareceu estar Confiante em umas eventuais Eleições Antecipadas, que lhe permitiria soltar-se da amarração Comunis

joaoaviador Há 2 semanas

Partido sem vergonha é o exemplo acabado do sítio para onde devem ir parar todos os partidos comunistas, tal como aconteceu na Europa civilizada. No lixo!

Anónimo Há 2 semanas

Estes também gostam de levar TAU TAU

Saber mais e Alertas
pub