Política PCP: "Valeu a pena lutar pelo aumento das pensões"

PCP: "Valeu a pena lutar pelo aumento das pensões"

Apesar do aumento de pensões previsto no Orçamento do Estado para 2017 não corresponder ao que o PCP propôs, João Oliveira considera que a solução encontrada "não pode ser desvalorizada nem pode ser diminuído o seu alcance".
PCP: "Valeu a pena lutar pelo aumento das pensões"
Miguel Baltazar/Negócios
Marta Moitinho Oliveira 14 de Outubro de 2016 às 22:47
A medida das pensões que está prevista no Orçamento do Estado para 2017 não é como o PCP queria mas agrada aos comunistas. Foi esta a mensagem transmitida pelo líder parlamentar do partido na Assembleia em reacção à proposta de Orçamento do Estado para 2017, que o Governo entregou esta sexta-feira, 14 de Outubro. 

"Valeu a pena lutar pelo aumento das pensões", disse João Oliveira aos jornalistas. O deputado comunista acrescentou que a proposta de aumento das pensões que está no Orçamento do Estado "prevê o aumento de cerca de 98% das pensões pela Segurança Social e pela Caixa Geral de Aposentações" e, no caso da Segurança Social, "92% das pensões vão ser aumentadas".

"Apesar de a medida não corresponder à proposta do PCP, isso não pode desvalorizar nem diminuir o alcance da medida", defendeu.

Além desta medida, João Oliveira destacou a consagração dos manuais escolares gratuitos para os alunos do primeiro ciclo, uma medida também contemplada na proposta de Orçamento, e que abrange 375 mil crianças, quantificou o deputado.

Estas foram as marcas do PCP que o líder parlamentar quis salientar.

A proposta de Orçamento do Estado para 2017 prevê que a 1 de Janeiro as pensões até 2 Indexantes de Apoio Sociais (IAS), que corresponde a cerca de 838 euros, sejam actualizadas à taxa de inflação. Em Agosto, os pensionistas que não viram actualizadas as pensões entre 2010 e 2015 e que têm pensões até 1,5 IAS (628 euros) terão um novo aumento por forma a atingir uma actualização de 10 euros.

O PCP queria um aumento de 10 euros para todas as pensões.



A sua opinião31
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Ivo Carvalho Há 3 semanas

Tem vergonha, aumento das pensões? E o aumento de impostos que os pensionistas também terão de pagar? Isto parece as negociações salariais antes do euro, saiam os sindicatos é o pcp todos contentes a dizer que conseguiram um aumento de 5% dos vencimentos e a seguir o governo punha a inflação a 6 ou 7%...

comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas


PS - PCP - BE -- FP . CGA – 40 ANOS A ROUBAR OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


Novas pensões mínimas serão sujeitas a prova de rendimento...

para se gastar mais dinheiros com os subsídios às pensões douradas da CGA.


(As pensões da CGA são subsidiadas em 500€, 1000€, 1500€ e mais, por mês.

Estas pensões sim, devem ser sujeitas a condição de recursos.

E não as mínimas.)


Anónimo Há 3 semanas


PS . BE . PCP são uns PHILHOS DE PHU TA que xupam o sangue ao POVO...

para dar mais dinheiro e privilégios aos FP & CGA.

Anónimo Há 3 semanas

olha o tal papagaio este tem uma lata fala em que se deve carregar impostos em quem tem mais lol mas depois nao paga nada pelo patrimonio do seu partido o pcp tem um patrimonio no valor de uns 20 milhoes de euros lol e nao querem pagar nada e de rir esta gerigonça

EX.Votante do PSD,vou votar 62% Há 3 semanas

È por estes comentários parvos e racioná rios contra os pobres,que a geringonça veio e vai ficar,a direita é traulitada e mentirosa e o povo abriu os olhos ao votar 62%os ladrões dos nossos impostos da direita são muitos e já muitos conhecidos do nosso povo,mas com meu voto não mamam mais.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub