Economia Pedro Santos Guerreiro: “Decisão do Constitucional terá consequências políticas”

Pedro Santos Guerreiro: “Decisão do Constitucional terá consequências políticas”

Pedro Santos Guerreiro analisa, no programa do Negócios na CMTV, o impacto da decisão do Tribunal Constitucional, antes de ser divulgado o acórdão.
A carregar o vídeo ...
Negócios 05 de abril de 2013 às 17:27



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado AAA 05.04.2013

O TC vem dizer que não se pode tocar nos ordenados dos FP, julgam em causa própria, querem que o governo suba os impostos e corte nas prestaçãoes sociais, cretinos!!!A constituição bem pode mandar nos viver que nem Noruegueses, o problema é que não temos a produtividade deles nem o petrólio!!

comentários mais recentes
LMMP 06.04.2013

O TC está-se marimbando para o país: paguem os subsídios e nao bufem, nem que seja a escravizar as geraçoes futuras e a prostituir inocentes que nao culpa de terem pais e políticos irresponsaveis !!! Vergonha !!! TC assinou a sua certidao de inutilidade e de óbito !!! Mandem-nos governar e ir dar o que é preciso à troika!!! A inconstitucionalidade à medida está ferida de morte !!! Acabe-se com a farsa...destes parasitas mimados com mania de grandezas que se julgam os " nobres " desta choldra tuja. !!!

AAA 05.04.2013

O TC vem dizer que não se pode tocar nos ordenados dos FP, julgam em causa própria, querem que o governo suba os impostos e corte nas prestaçãoes sociais, cretinos!!!A constituição bem pode mandar nos viver que nem Noruegueses, o problema é que não temos a produtividade deles nem o petrólio!!