Economia Pedrógão: Marcelo visita concelhos atingidos para que o país "não esqueça"

Pedrógão: Marcelo visita concelhos atingidos para que o país "não esqueça"

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, justificou este sábado as diversas visitas aos concelhos da região Centro atingidos em Junho pelos incêndios, sublinhando que é preciso que "o Portugal metropolitano não esqueça".
Pedrógão: Marcelo visita concelhos atingidos para que o país "não esqueça"
Cofina Media
Lusa 05 de agosto de 2017 às 17:28

"É diferente acompanhar à distância de acompanhar no terreno", disse Marcelo Rebelo de Sousa, em Alváres, no concelho de Góis, um dos municípios atingido pelo fogo que deflagrou em 17 de Junho e que afectou, sobretudo, Pedrógão Grande, no distrito de Leiria.

 

O Presidente da República informou os jornalistas que planeia deslocar-se mais vezes à região nas próximas semanas. "Tenciono vir periodicamente a esta área, ainda este mês", acrescentou, explicando que a próxima visita irá realizar-se a um concelho diferente.




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Lucas 05.08.2017

A geringonça está feitinha para passar uma esponja por cima dos mortos e da tragédia. O chefe tem de ser intocável enquanto durar o faz de conta que está a dar o que não tem, especialmente aos salários e reformas prateadas e douradas. Perguntem à Maria Gama da APRE quanto passou a ganhar a mais com Costa a mandar. Não tarda estamos outra vez contra a parede e o Povo a pagar os votos que Costa comprou e a ambição de ser 1.º Ministro mesmo perdendo as eleições.

comentários mais recentes
Sr. PR 05.08.2017

Será um elevado peso na consciência que impõe as suas ações presentes?
Perante essas pobres pessoas, o governo nada fez, mas mesmo nada para as ajudar.
Será que o costa irá entregar os 13 milhões doados pelo povo, como se fossem dele, por altura da eleições autárquicas? Acredito que sim!

Lucas 05.08.2017

A geringonça está feitinha para passar uma esponja por cima dos mortos e da tragédia. O chefe tem de ser intocável enquanto durar o faz de conta que está a dar o que não tem, especialmente aos salários e reformas prateadas e douradas. Perguntem à Maria Gama da APRE quanto passou a ganhar a mais com Costa a mandar. Não tarda estamos outra vez contra a parede e o Povo a pagar os votos que Costa comprou e a ambição de ser 1.º Ministro mesmo perdendo as eleições.

Anónimo 05.08.2017

O Costa está esperando as eleições para com "pompa e circunstância", devolver os donativos às vitimas dos incêndios. Até lá as pessoas vivem na incerteza. "Manhoso".

General Ciresp 05.08.2017

Pobre gerigonca,ja nem o selfie confia nela.Parece que foram tirados a papel quimico do intentona apassarado:nao se paga a ninguem.Que coisa mais ficticia esta gerigonca.

pub
pub
pub
pub