Economia Pedros Marques: Portugal já produziu "resultados importantes" em competitividade e coesão

Pedros Marques: Portugal já produziu "resultados importantes" em competitividade e coesão

O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, disse esta segunda-feira que Portugal já produziu "resultados importantes" no sentido de se tornar mais competitivo e mais coeso, referindo que estes são dois objectivos do Programa Nacional de Reformas (PNR).
Pedros Marques: Portugal já produziu "resultados importantes" em competitividade e coesão
Bruno Simão/Negócios
Lusa 13 de março de 2017 às 21:07

"O PNR é o Norte deste Governo", afirmou o governante, explicando que o programa não pretende tratar só do que é urgente, mas ser "um caminho a longo prazo" para que haja competitividade e coesão em Portugal.

 

No âmbito do primeiro encontro do ciclo de debates sobre o Programa Nacional de Reformas (PNR), dedicado ao tema da "Reabilitação Urbana e Mobilidade Sustentável", que decorreu em Sintra, Pedro Marques frisou que o fundamental é apostar na qualificação das pessoas e do território.

 

"Temos um resultado global positivo do arranque do PNR, temos a esmagadora maioria das medidas que tínhamos perspetivado já em execução", declarou o ministro do Planeamento e das Infraestruturas.

 

De forma a aumentar a competitividade, o Governo avançou com "o programa Qualifica, o lançamento dos manuais escolares gratuitos para as crianças do primeiro ciclo, o alargamento do pré-escolar, o programa Interface, o arranque do programa Simplex e o programa de Capitalizar", recordou.

 

No âmbito da coesão social, o actual executivo apostou na "reposição de rendimentos, reposição de pensões e reposição de prestações sociais".

 

"Em 2016, o investimento das empresas exportadoras foi três vezes superior ao investimento como um todo na economia. Temos um crescimento de 20% no investimento das empresas exportadoras como resultado de uma aposta na inovação, em particular no sector industrial", disse Pedro Marques.

 

Neste sentido, o governante sublinhou que a trajectória de crescimento e desenvolvimento do país, através do PNR, será "afinada" anualmente.

 

Apresentado pelo Governo em abril de 2016, o PNR prevê absorver 25 mil milhões de euros até 2020, sendo cerca de metade em fundos comunitários e 6,7 mil milhões de comparticipação nacional.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Conselheiro de Trump Há 1 semana

Ja sabemos pa,quem nao sabe e a EU e que empresta a guita,e para la que tens de virar os microfones.

pub
pub
pub
pub