Presidenciais Conheça os 10 candidatos à Presidência da República

Conheça os 10 candidatos à Presidência da República

Há professores universitários, um calceteiro, empresários e uma socióloga. Com o arranque oficial da campanha eleitoral, o Negócios apresenta-lhe o perfil dos 10 candidatos à Presidência da República, que disputam as eleições de 24 de Janeiro.
Bruno Simões 10 de janeiro de 2016 às 10:00

António Sampaio da Nóvoa

Em busca do apoio do PS

 

Sampaio da Nóvoa parecia bem encaminhado para ter o apoio oficial do PS nas presidenciais. Anunciou a candidatura a 18 de Abril, mas o apoio que terá sido prometido por António Costa nunca chegou. É apoiado pelos anteriores presidentes da República Ramalho Eanes, Jorge Sampaio, Mário Soares e por vários socialistas. Foi reitor durante vários anos da Universidade de Lisboa, tendo sido o responsável pela fusão das universidades Técnica e de Lisboa. Vai tentar disputar a segunda volta com Maria de Belém.


Cândido Ferreira

O médico que quer defender o povo

 

Natural de Coimbra, o médico de 66 anos apresentou a sua candidatura a 25 de Abril de 2015, afirmando que "nunca tantos portugueses sofreram tanto às mãos de tão poucos e sem que o Presidente da República alguma vez tivesse tomado alguma atitude firme em prol do nosso povo". Filiou-se no PS em 1974, partido que viria a abandonar em 2011. Em 1976, foi mandatário-jovem de Ramalho Eanes, candidato à Presidência da República. É médico.



Edgar Silva

Da Madeira para o continente

 

O candidato oficial do PCP é Edgar Silva, o líder dos comunistas no arquipélago da Madeira que, curiosamente, já foi padre. Licenciou-se em Teologia e destacou-se em iniciativas sociais como o Movimento de Apoio à Criança ou a Escola Aberta. Deu aulas na Universidade Católica do Funchal e foi deputado da Assembleia Regional da Madeira, escreve a Lusa. Tem 53 anos e não exclui, no futuro, liderar o PCP.

Henrique Neto

O empresário que quer ser Presidente

 

O empresário e co-fundador da empresa Iberomoldes, de 79 anos, foi o primeiro a anunciar a sua candidatura, a 25 de Março de 2015. Apesar de ser militante e antigo deputado do PS, tem uma postura crítica relativamente à actuação dos últimos anos do partido, sendo, nomeadamente, publicamente desfavorável a muitas das escolhas feitas pelo Executivo de Sócrates e não concorda que Costa seja primeiro-ministro.

Jorge Sequeira

O motivador que quer dar voz aos indignados

 

Psicólogo e empresário, Jorge Sequeira, de 48 anos, destaca-se como orador motivacional. Apresentou a sua candidatura em Julho e diz que não está preso a qualquer partido. Foi provedor do adepto da Liga Portuguesa de Futebol Profissional. Tem como lema "Portugal como nós".




Marcelo Rebelo de Sousa
O favorito consegue ganhar à primeira?

 

Marcelo Rebelo de Sousa, de 66 anos, já fez quase tudo na política mas ainda não chegou a nenhum cargo de chefia. Perdeu a possibilidade de se tornar primeiro-ministro em 1999, quando era líder do PSD, depois de uma polémica com Paulo Portas. Descrito como brilhante, mas também matreiro e intriguista, é professor catedrático de Direito. Apresentou a sua candidatura a 9 de Outubro. O CDS e o PSD recomendaram o voto em si. Todas as sondagens apontam Marcelo como candidato favorito, vencedor à primeira e à segunda voltas. A resposta será dada a 24 de Janeiro.


Maria de Belém

Iniciar novas práticas como Presidente

 

A ex-ministra da Saúde Maria de Belém Roseira, de 66 anos, apresentou a sua candidatura à Presidência contra a vontade de António Costa. Em resultado, o PS não apoia oficialmente nenhum candidato. Maria de Belém já desempenhou diversos cargos políticos e partidários, tendo sido inclusivamente presidente do PS quando António José Seguro era secretário-geral. Diversas figuras socialistas estão do seu lado, tais como Jorge Coelho ou Marçal Grilo. Nas sondagens, disputa o segundo lugar taco-a-taco com Sampaio da Nóvoa.


Marisa Matias

Objectivo: obrigar Marcelo a ir à segunda volta

 

Marisa Matias tem 39 anos e uma vida que, como ela própria gosta de dizer, é "uma soma de improbabilidades". Socióloga e eurodeputada, divide-se entre Estrasburgo, Bruxelas, Coimbra e Alcouce a pequena aldeia do interior centro onde nasceu. É a candidata à Presidência da República apoiada pelo Bloco de Esquerda e, embora nunca admita que a sua não é uma candidatura para vencer, já afirmou várias vezes que quer obrigar Marcelo a ir a uma segunda volta e, então, unir a esquerda em torno de um candidato presidencial.

 

 

Paulo Morais

O combatente da corrupção

 

Paulo Morais, de 52 anos, foi o primeiro candidato a entregar a sua candidatura no Tribunal Constitucional, tendo-o feito simbolicamente a 1 de Dezembro. Foi vice-presidente e vereador do urbanismo na Câmara do Porto entre 2002 e 2005, altura em que denunciou várias pressões de empreiteiros e privados para a aprovação de projectos urbanísticos ao arrepio das leis. Desde então tem travado um combate contra a corrupção, acusando várias vezes o Parlamento de ser um "antro de corrupção".

 

 


Vitorino Silva

O confronto entre a academia e as botas de biqueira de aço

 

Aparente desconhecido sob o seu nome verdadeiro, o caso muda de figura quando se percebe que se trata de Tino de Rans, o famoso ex-presidente da Junta de Freguesia de Rans, em Penafiel, que saltou para a ribalta em 1999 num congresso do PS em Lisboa. Vitorino candidata-se para devolver à "plebe" o protagonismo e elege Marcelo Rebelo de Sousa como seu principal adversário num confronto entre "a academia e as botas de biqueira de aço, a rua e o ar condicionado". Vitorino tem 44 anos e é calceteiro de profissão.



 



 


A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado alcpf 10.01.2016

Eu voto no Paulo de Morais, pq o problema de Portugal só tem um nome atualmente: Corrupção... E o único que incomoda os corruptos chama-se Paulo de Morais! Votar noutros é o mesmo que adiar os nossos problemas mais 4 ou 5 anos pq tudo continuará na mesma! Portanto não votes em vedetas, bons falantes ou no teu partido do coração! Vota em quem quer acabar com corrupção e se conhecerem alguém que pensa na corrupção como Paulo de Morais, votem nele! Votem nos de costume e depois não se queixem durante os próximos 4 anos... porque a culpa é vossa!

comentários mais recentes
alcpf 10.01.2016

Jorge, escreveste ao contrário! Rebelo de Sousa??? Vai rever os debates dele.. Que decepção!!! A unica coisa em que ele fica à frente é em vedetismo!

alcpf 10.01.2016

Eu voto no Paulo de Morais, pq o problema de Portugal só tem um nome atualmente: Corrupção... E o único que incomoda os corruptos chama-se Paulo de Morais! Votar noutros é o mesmo que adiar os nossos problemas mais 4 ou 5 anos pq tudo continuará na mesma! Portanto não votes em vedetas, bons falantes ou no teu partido do coração! Vota em quem quer acabar com corrupção e se conhecerem alguém que pensa na corrupção como Paulo de Morais, votem nele! Votem nos de costume e depois não se queixem durante os próximos 4 anos... porque a culpa é vossa!

Jorge 10.01.2016

Tirando o Professor Dr. Rebelo de Sousa, todos os outros são umas CAVVALGGADURAS DA PIOR! E tenho dito!

Anónimo 10.01.2016

Nao quero influenciar o voto.Mas qual sera melhor ter um presidente a custo ZERO e ABRANGENTE,ou ter um presidente totalmente as escuras(cego) e com um salario que supera todos os outros do mesmo oficio.Conclusao:um faz por gosto,amor ao pais.o outro so pela guita muita guita.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub