Pesos-pesados mantêm bolsa isolada nos ganhos na Europa
08 Maio 2012, 10:44 por Raquel Godinho | rgodinho@negocios.pt
7
Enviar por email
Reportar erro
0
Numa altura em que todos os principais índices europeus estão já a transaccionar no vermelho, o PSI-20 continua a valorizar, prolongando os ganhos de ontem.
O índice de referência da bolsa de Lisboa soma 0,47% para os 5.239,61 pontos, com dez cotadas no verde, nove no vermelho e uma inalterada. Depois de um início de sessão sem uma tendência definida, os principais mercados do Velho Continente estão agora a desvalorizar, penalizados pelo impasse na Grécia.

Os partidos políticos avançam hoje para o segundo dia de negociações para a constituição de um novo governo, depois das eleições do passado domingo.

A Portugal Telecom é, nesta altura, a cotada que mais impulsiona o mercado nacional, ao valorizar 1,35% para os 4,143 euros. A operadora segue a tendência do sector na Europa, com o índice de referência a valorizar mais de 1%, depois de a Royal KPN ter recebido uma oferta no valor de 2,6 mil milhões de euros por parte da America Movil para mais do que quintuplicar a sua posição para os 28%.

Neste sector, as restantes cotadas nacionais seguem em queda. A Zon Multimédia deprecia 0,54% para os 2,58 euros, enquanto a Sonaecom recua 0,57% para os 1,227 euros.

Também a EDP contribui para manter a praça lisboeta do lado dos ganhos. A eléctrica soma 0,59% para os 2,218 euros, numa altura em que se aguardam os resultados trimestrais da cotada que serão publicados na próxima quinta-feira. Já a EDP Renováveis recua 0,84% para os 3,319 euros, a corrigir dos ganhos recentes.

Outro dos pesos-pesados que impulsiona o PSI-20 é a Jerónimo Martins, que aprecia 0,57% para os 14,21 euros.

Entre os principais destaques desta manhã, está o sector financeiro. O BPI avança 5,81% para os 0,419 euros, depois de ter valorizado já cerca de 8%, a ser animado pela notícia de que Isabel dos Santos reforçou a sua posição no banco, ao comprar uma posição de 9,4% ao La Caixa, por 0,50 euros por acção.

O Banco Espírito Santo (BES) ganha 0,80% para os 0,627 euros, enquanto o Banco Comercial Português (BCP) segue agora inalterado nos 0,11 euros, depois de ter chegado a apreciar mais de 7%. O banco liderado por Nuno Amado anunciou, ontem, que regressou aos lucros, depois dos prejuízos do último trimestre do ano passado. Nos primeiros três meses deste ano, o banco obteve lucros de 40,8 milhões de euros.

O Espírito Santo Financial Group (ESFG) segue a recuar 0,02% para os 5,20 euros.

Também a Galp Energia negoceia do lado das perdas, numa altura em que os preços do petróleo recuam pelo quinto dia consecutivo nos mercados internacionais. A petrolífera cede 0,09% para os 11,175 euros.

Já a Cimpor avança 0,18% para os 5,50 euros, depois de ter anunciado ontem à noite que obteve resultados líquidos de 49 milhões de euros, entre Janeiro e Março, menos 15,4% do que no período homólogo.
7
Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags: