União Europeia PIB da Zona Euro cresce acima do esperado no terceiro trimestre

PIB da Zona Euro cresce acima do esperado no terceiro trimestre

A economia da Zona Euro abrandou no terceiro trimestre, com um crescimento em cadeia de 0,6%, mas superou o esperado pelos economistas. A variação homóloga foi a mais alta desde o primeiro trimestre de 2011.
PIB da Zona Euro cresce acima do esperado no terceiro trimestre
Bloomberg
Nuno Carregueiro 31 de outubro de 2017 às 10:07

A economia da Zona Euro voltou a surpreender pela positiva no terceiro trimestre, com um crescimento superior ao estimado pelos economistas, embora inferior ao registado nos três meses anteriores.


O produto interno bruto (PIB) cresceu 0,6% no terceiro trimestre, face aos três meses anteriores, anunciou o Eurostat. Os economistas antecipavam um crescimento mais ligeiro, de 0,5%, depois de no segundo trimestre o PIB ter crescido 0,7%.

 

Na comparação homóloga (face ao terceiro trimestre de 2016), o PIB da Zona Euro cresceu 2,5%, o que representa uma aceleração face à expansão registada nos trimestres anteriores (2% no primeiro trimestre e 2,3% no segundo trimestre).

O crescimento homólogo no terceiro trimestre também é mais elevado do que o antecipado pelos economistas (+2,4%) e representa o ritmo de crescimento mais forte desde o primeiro trimestre de 2011, altura em que o PIB cresceu 2,9% em termos homólogos.

A estimativa preliminar divulgada esta manhã pelo Eurostat (que não contém ainda dados por país) confirma que a economia europeia está a passar por um momento positivo. O gabinete de estatística da UE revelou também hoje que a inflação desceu para 1,4% e que a taxa de desemprego baixou dos 9% pela primeira vez desde Janeiro de 2009.  

Nas previsões divulgadas em Outubro, o FMI estima que a Zona Euro cresça 2,1% este ano e abrande em 2018 para uma taxa de crescimento de 1,9%.

(Notícia actualizada às 10:35 com mais informação)  

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
Saber mais e Alertas
pub