Impostos Pipocas compradas no cinema fora da redução do IVA

Pipocas compradas no cinema fora da redução do IVA

A comida e bebidas compradas nos cinemas estão excluídas da descida do IVA aplicada à restauração, conta o Público.
Pipocas compradas no cinema fora da redução do IVA
Bloomberg
Negócios 27 de Dezembro de 2016 às 09:07

As pipocas, nachos, doces e bebidas vendidas nos bares de cinema vão continuar a ser tributados com o IVA a 23%. A confirmação foi dada pelo Fisco depois de uma empresa de projecção de filmes ter levantado a questão, conta o Público na edição desta terça-feira, 27 de Dezembro.

 

A empresa ficou com dúvidas de como tributar os produtos vendidos nos bares dos seus cinemas depois do Executivo ter anunciado que ia avançar com a descida do IVA na restauração de 23% para 13% em Julho deste ano.

 

Porém, como o Fisco explicou, estes serviços "não visam principalmente o consumo imediato dos produtos disponibilizados, estando antes associados à frequência das salas de cinema". Por estas razões a Autoridade Tributária defende que se aplica o IVA que incide sobre "a transmissão de bens" das pipocas", conta o jornal. E relembra a decisão do Tribunal de Justiça europeu quando em 2011 deliberou no mesmo sentido no caso "CinemaxX".

 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
ABCDEF1 Há 4 semanas

"não visam principalmente o consumo imediato dos produtos" No meu caso, NÃO CONSUMO DE IMEDIATO AS PIPOCAS E BOLOS que compro quando vou ao cinema. Levo para casa e só os gasto daí a uma semana, pelo que NÃO É CONSUMO IMEDIATO, daí ter que pagar os 23%. É o que acontece quando vou á padaria comprar pão: se o comer no momento é menos caro do que se o levar para casa.
ESTE PAÍS ESTÁ LOUCO E DESGOVERNADO POR GENTE QUE APARENTA INDÍCES AINDA DE MAIOR LOUCURA.

fernando Há 4 semanas

Porque é que os agentes do fisco me dão mais nojo do que as pipocas? Imaginam o nível intelectual dum funcionário do fisco?

pub