Economia Poiares Maduro: Melhores estatísticas resultam em "melhores políticas públicas"

Poiares Maduro: Melhores estatísticas resultam em "melhores políticas públicas"

O ministro esteve presente esta quinta-feira em Florença, durante a apresentação da GlobalStat, uma nova base de dados global online, defendendo que a divulgação estatística é um "instrumento democrático".
Poiares Maduro: Melhores estatísticas resultam em "melhores políticas públicas"
Bruno Simão/Negócios
Nuno Aguiar 07 de maio de 2015 às 20:16

A plataforma é fruto de uma parceria entre a Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS) e do European University Institute, pretendendo fazer para todo o mundo aquilo que o Pordata já faz para Portugal: reunir informação de fontes estatísticas e torná-la mais acessível e fácil de consultar. 

 

"Quando mais bem informado for o processo de decisão, melhor será a qualidade das políticas públicas", afirmou aos jornalistas ainda antes da apresentação, acrescentando que o GlobalStat, em concreto, permitirá "olhar para exemplos internacionais" e ver o que funciona ou não. O ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional deixou, contudo, um alerta: "é um erro pensar que por funcionar noutro país uma política funcionará [em Portugal]."

 

Esse não foi o único risco citado por Poiares Maduro. O governante referiu que a a credibilidade dos números poderá ser questionada, assim como a selecção de alguns e exclusão de outros. Numa análise mais profunda, notou ainda que a utilização extensiva de dados para governar pode trazer desafios "na relação da política com o conhecimento e a tecnocracia".

 

No entanto, não deixou de sublinhar que deseja "que a política seja informada por números".

 

Confrontado pelos jornalistas com a escassez de meios de que se queixa o Instituto Nacional de Estatística (INE) - responsável público pela produção de estatísticas em Portugal - o ministro admitiu que "a Administração Pública [portuguesa] tem enfrentado desafios importantes" e que espera que "à medida que se saia da situação de emergência" possam ser criados mecanismos que permitam chamar mais quadros qualificados para o INE.

 

O GlobalStat é uma nova base de dados online gratuita, com mais de 500 indicadores para 193 países, alguns dos quais estendendo-se por mais de cinco décadas. 

 

*o jornalista em Florença, a convite da Fundação Francisco Manuel dos Santos




A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Truques 08.05.2015

Estatísticas como o desemprego com truques,alguém diz quantos desempregados há em portugal ? As estatísticas são quilo que la metem,mas não há confiança,gato escaldado de agua fria tem medo, é por isso que vão ser corridos para ficar longe do poder.

Anónimo 08.05.2015

flop

AAAA 08.05.2015

ESTE POIARES É UM MERO TEÓRICO. MELHORES POLÍTICAS PÚBLICAS RESULTAM DE ACTOS DE CORAGEM CONTRA O QUE ESTÁ ERRADO NO SISTEMA. E O GOVERNO DE QUE FAZ PARTE TEM FEITO TUDO MENOS ISSO. BEM PELO CONTRÁRIO. VOLTA PARA O TEU TACHO NA UE.

Frank Shit 08.05.2015

Sois uns aldrabões e a estatística a sério não vos interessa. Programas de estágio e de formação em que país civilizado é equivalente a emprego ?, É o que o Governo faz para criar uma taxa mais colorida. Ou não é? Mas o PS faz o mesmo.Por que não é honesto e fala a verdade?

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub