Política Porto não terá "jobs for the boys", avisa Moreira

Porto não terá "jobs for the boys", avisa Moreira

A escolha dos nomes que integrarão as suas listas será pessoal e sem interferência nem do PS nem do CDS-PP, ainda que estes dois partidos lhe tenham declarado apoio político, afirma Rui Moreira em declarações ao Público esta quarta-feira, 12 de Abril.
Porto não terá "jobs for the boys", avisa Moreira
Negócios 12 de abril de 2017 às 09:24

As listas de Rui Moreira, que se vai recandidatar à Câmara do Porto, "não vão estar pejadas" de militantes dos partidos que o apoiam. A garantia é dada pelo seu assessor de imprensa, em declarações ao Público desta quarta-feira, 12 de Abril. Numa altura em que o autarca – que avança mais uma vez como independente – estará a preparar as suas listas, e em que PS e CDS-PP já declararam que o irão apoiar, todos se interrogam sobrem quem serão os nomes que Moreira quer ter consigo.

 

Para já, garante o assessor, ainda não há escolhas e estas serão feitas "de acordo com critérios de competência e de reconhecimento das pessoas nas respectivas áreas". "Não vamos ter 'jobs for the boys' na Câmara do Porto", remata.

 

Como recorda o Público, em entrevista recente ao Expresso, Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS, afirmou que o partido "terá uma representação forte" nas listas de Rui Moreira. O partido também já comunicou que o autarca participará numa reunião da comissão política concelhia em Maio. O assessor de Moreira, contudo, garante que este não tem qualquer intenção de participar numa reunião partidária do PS com militantes.

 

Manuel Pizarro, dado como candidato forte a ocupar o segundo lugar na lista, diz também ao Público que ainda não foi convidado, mas que confia que Rui Moreira "fará escolhas avisadas para garantir uma equipa de governação coesa e competente".




A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Zé trabalhador militante 13.04.2017

A quem servir a carapuça, que a enfie. A mim não serve.
Eu tenho orgulho em ser trabalhador e militante socialista.
Há décadas que somos "workers for the work". Os jobs são para outros boys e assessores.
Exige-se que sejam claros e digam quem é que pediu os favores "for the boys or the jobs".

Anónimo 12.04.2017

Tou cansado dos comentários aqui às notícias. Há sempre gente do contra,"quando não é do cu, é das calças". Isto tá impregnado d gente partidária c/ afiliações óbvias. Senhores como Rui M. que hipotetica/ ñ são subservientes d partidos são uma ameaça a essa escumalha. Faz falta + gente assim no país

Anónimo 12.04.2017

Será? É que o "piçarro" tem tipo de "xuleco"! Se assim for gostava de "Ruis Moreiras" na governação do país já agora com Rui Rio(sem facadas).

Ai não? 12.04.2017

Ai não? Então assim não brinco!

ver mais comentários
pub