Economia Portugal é o quinto melhor país do mundo para se viver e trabalhar

Portugal é o quinto melhor país do mundo para se viver e trabalhar

Um inquérito realizado junto de 13 mil expatriados coloca Portugal como o quinto melhor país do mundo para viver e trabalhar, à frente de vizinhos como Espanha e Itália. A Grécia está nos dez piores.
reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg reuters, bloomberg
Rita Faria 06 de setembro de 2017 às 10:22

Portugal é o quinto melhor país do mundo para se viver e trabalhar, segundo o Expat Insider, um inquérito conduzido anualmente pela InterNations junto de 13 mil expatriados de 166 nacionalidades.

Os inquiridos consideram o país como o número um, em termos globais, no que respeita à "atitude amigável" para com os estrangeiros, um factor que em muito contribui para o quinto lugar no ranking mundial.

Portugal surge à frente da vizinha Espanha, que "fecha" o top dez, liderado este ano pelo Bahrein. À frente de Portugal estão ainda a Costa Rica, o México e Taiwan, que ocupou o primeiro lugar no ranking do ano passado.

Já a lista dos piores sítios para viver e trabalhar inclui países como o Brasil, a Grécia, a Arábia Saudita e a Turquia.



O inquérito, que tem como objectivo reunir as visões de milhares de executivos, trabalhadores qualificados, estudantes e reformados que vivem foram do seu país de origem, mostra ainda que o Reino Unido (na 54.ª posição) e os Estados Unidos (na 43.ª) têm agora uma pior reputação.

Desde o referendo sobre o Brexit e a eleição de Donald Trump, os dois países são considerados menos amigáveis e com menos estabilidade política.

A Austrália, que estava no top dez do ano passado, foi o país que mais caiu em 2017, passando para o 34.º lugar.

Um dos locais favoritos dos expatriados para trabalhar é a China, onde dois terços dos inquiridos estão felizes com as suas carreiras. Ainda assim, o país está na 55.ª posição do ranking geral devido à baixa qualidade de vida.




A sua opinião41
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado IS Há 1 semana

O que o inquérito da plataforma InterNations revela é a percepção dos expatriados que estão satisfeitos com a sua estada no país.

comentários mais recentes
ha ha ha, que tristeza de PM Há 1 semana

Temos assim os que, no sector público, recuperam rendimentos, contra os que, no sector privado, não recuperam.

judas a cagar no deserto Há 1 semana

Caro Está quase:

Vai levar onde levam as galinhas, seu canhoto de 1/2 t`jela.

Ze Há 1 semana

Esses expats ganham 700 euros em troca de um mês de trabalho? Pagam impostos de 35% ou 40%? Então há muita coisa a corrigir neste artigo, a começar pelo título enganador.

VENHAM, VENHAM, ESTE PAÍS É UM MANÁ Há 1 semana

"PORTUGAL É O QUINTO MELHOR PAÍS DO MUNDO PARA VIVER E TRABALHAR", especialmente, se o "trabalho" for CRIME DE COLARINHO BRANCO, devido ao facto de que se sabe, com antecedência, que a actual PROCURADORA-GERAL DA REPÚBLICA jamais incomodará qualquer criminoso de colarinho branco.

ver mais comentários
pub