União Europeia Portugal foi o segundo país da UE onde as vendas a retalho mais subiram

Portugal foi o segundo país da UE onde as vendas a retalho mais subiram

As vendas a retalho em Portugal cresceram 2,4% em Junho, em relação ao mês anterior, um aumento muito superior ao da média dos países da UE, que se fixou em 0,4%.
Portugal foi o segundo país da UE onde as vendas a retalho mais subiram
Rita Faria 03 de agosto de 2017 às 10:42

Depois de dois meses consecutivos de quebras, as vendas a retalho em Portugal subiram 2,4% em Junho, face a Maio, o segundo maior aumento entre os Estados-membros da União Europeia. Neste indicador, Portugal foi superado apenas pela Croácia, onde o comércio a retalho cresceu 5,8% em cadeia.

Segundo os dados divulgados pelo Eurostat esta quinta-feira, 3 de Agosto, a evolução registada em Portugal supera largamente a subida de 0,5% na Zona Euro e de 0,4% na União Europeia.

A motivar este crescimento na região da moeda única esteve sobretudo o aumento da venda de combustíveis (1%) e de alimentos, bebidas e tabaco (0,7%). No conjunto dos 28 países da União Europeia, ambos os itens cresceram 0,6%.

Em termos homólogos – ou seja, em comparação com o mesmo mês do ano passado – o comércio a retalho aumentou 3,1% tanto na Zona Euro como na União Europeia, impulsionado sobretudo pelas vendas de produtos não alimentares e combustíveis.

Também nesta comparação Portugal ficou acima da média dos parceiros europeus, com um aumento de 5,3%, depois do avanço de 5,2% registado no mês anterior.

Entre os Estados-membros, as maiores subidas verificaram-se na Eslovénia (10,2%) e Croácia (8,2%). 




pub