União Europeia Portugal foi o país que mais cresceu na Zona Euro no terceiro trimestre

Portugal foi o país que mais cresceu na Zona Euro no terceiro trimestre

O crescimento de 0,8% em cadeia do PIB português foi o mais elevado entre todos os países da Zona Euro, de acordo com os dados revelados pelo Eurostat.
Portugal foi o país que mais cresceu na Zona Euro no terceiro trimestre
Reuters

A economia portuguesa não só surpreendeu com o desempenho no terceiro trimestre como conseguiu atingir a variação em cadeia mais expressiva entre os países para os quais existem dados neste período.

 

O produto interno bruto (PIB) português avançou 1,6% no terceiro trimestre deste ano face ao mesmo período de 2015, mostram os dados publicados pelo INE. Em cadeia, a economia cresceu 0,8%.

 

De acordo com o Eurostat, este crescimento de 0,8% é o mais elevado entre os países para os quais existem dados. A variação em cadeia do PIB da Zona Euro no terceiro trimestre ainda não é conhecida em países como a Irlanda e o Luxemburgo.   

 

Tendo em conta todos os países da União Europeia, apenas a Bulgária conseguiu um desempenho igual ao de Portugal, com um crescimento em cadeia do PIB de 0,8%. Tendo em conta os países da Zona Euro, a Espanha, Holanda e Eslováquia surgem perto de Portugal, com um crescimento de 0,7%.

 

Na variação homóloga (terceiro trimestre contra o mesmo período do ano passado), são vários os países da Zona Euro com um crescimento do PIB mais expressivo. É o caso da Alemanha (1,7%), Espanha (3,2%) e a Holanda (2,4%).   

 
Exportações impulsionam PIB de Portugal

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), o bom resultado da economia portuguesa deveu-se essencialmente a uma aceleração mais forte das exportações do que das importações. Além disso, a procura interna deu também um contributo mais positivo para o PIB, reflexo de mais consumo de bens não duradouros por parte das famílias.

 

O desempenho da economia nacional bateu as estimativas dos analistas. Os mais optimistas apontavam para um crescimento de 1,3%, enquanto os mais pessimistas esperavam uma variação de apenas 1%.

 

Face ao trimestre anterior - em cadeia - o PIB avançou 0,8%. Uma aceleração significativa face aos seis primeiros meses do ano, quando cresceu 0,3% em cada um desses dois trimestres.

 

"Comparativamente com o segundo trimestre, o PIB aumentou 0,8% em termos reais (0,3% no trimestre anterior)", escreve o INE. "O contributo da procura externa líquida foi positivo, reflectindo o forte aumento das exportações de bens e serviços, enquanto a procura interna registou um contributo negativo."  

 

Zona Euro cresce 0,3% 

Depois de vários trimestres de divergência, a economia portuguesa conseguiu crescer acima da Zona Euro no terceiro trimestre na variação em cadeia, igualando o desempenho na comparação homóloga.

 

O produto interno bruto (PIB) da Zona Euro aumentou 0,3%, no terceiro trimestre quando comparado com o trimestre anterior, revelou esta terça-feira, 15 de Novembro, o Eurostat. Esta tinha sido já a leitura inicial e ficou em linha com as estimativas dos analistas consultados pela Bloomberg. Já na União Europeia o crescimento foi de 0,4%.

 

Em termos homólogos, o PIB da Zona Euro cresceu 1,6%, idêntico ao do segundo trimestre, e a União Europeia expandiu-se 1,8%.

 

Além de Portugal, surpresa foi também o crescimento da Grécia, cujo PIB aumentou 0,5%, acelerando o ritmo de crescimento, tal como já tinha sido revelado na segunda-feira.

 

Mas os grandes destaques são a França, que conseguiu regressar ao crescimento económicos (0,2%), depois de ter observado uma contracção de 0,1% no segundo trimestre, e a Itália, que estagnou no segundo trimestre e que voltou a crescer 0,3% nos três meses seguintes.

 

Além destes países, apenas a Áustria e a Finlândia registaram melhorias económicas em cadeia, ainda que nenhum país da União Europeia tenha registado qualquer contracção económica.




A sua opinião39
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 3 semanas


Um governo de ladrões

PS . BE . PCP - ESTRAGAM A VIDA A 9 MILHÕES DE PORTUGUESES

Para dar mais dinheiro e privilégios a 1 milhão de FP e seus pensionistas.

comentários mais recentes
EIS A VERDADEIRA FACE DO PSD E DE PASSOS COELHO Há 3 semanas

O PSD e, designadamente, o seu líder (a prazo), o vígaro Passos Coelho, estão em estado de choque e com um enorme ataque de azia, devido ao excelente resultado que a economia apresentou.
Porquê ?
Porque preferiam (mesmo que isso implicasse dificuldades aos Portugueses) que tudo fosse pior.

Fabio Há 3 semanas

Bem não sou PS mas esta notícia e outras que tem vindo a público vem apenas provar que este governo está a safar se muito bem melhor que o anterior.... Ora os profetas da desgraça andam calados agora. Pois quase não tem por onde implicar. Espero que o governo continue assim....

Fernando Ferreira Há 3 semanas

Que péssima notícia ... para a oposição.
As oposições vivem dos maus resultados dos governos. Sem isso não têm futuro.
Oxalá a nossa oposição continue a ter notícias destas. Será mau para ela. Mas será bom para o País.

Anónimo Há 3 semanas

Este comentário repetitivo , afinal basta apenas trocar as palavras

PS . BE . PCP - Um governo dar mais dinheiro e privilégios a 9 MILHÕES DE PORTUGUESES e a 1 milhão de FP e seus pensionistas. ESTRAGAM A VIDA de ladrões



ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub