Finanças Públicas Portugal mais perto de sair dos défices excessivos
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Portugal mais perto de sair dos défices excessivos

Ainda há obstáculos por ultrapassar e dúvidas por esclarecer, mas o maior optimismo da Comissão em relação à evolução do défice orçamental de 2016 e 2017 deixa Portugal mais próximo de escapar ao PDE. Moscovici assume que terá de tomar uma decisão este ano.
Portugal mais perto de sair dos défices excessivos
Nuno Aguiar 14 de fevereiro de 2017 às 00:01

Os números publicados ontem por Bruxelas deixam o caminho mais livre a Portugal para sair do Procedimento dos Défices Excessivos (PDE). Contudo, há ainda obstáculos para ultrapassar. À proa um "rosto" conhecido: os

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado JMdC 14.02.2017

Confirma-se que a UE, ela própria em risco de desintegração total e irreversível, desistiu da economia portuguesa. Deste modo Portugal numa vai ter algo parecido com um Silicon Valley ou uma Eindhoven. Assim nunca vai ter fundadores de uma Apple ou Google, a sede de um Facebook ou de uma Nokia, ou nem mesmo uma fábrica da Tesla. As economias que rivalizam e competem com a portuguesa mas que combatem com mais eficácia a corrupção, a falta de transparência, o despesismo no sector público e o excedentarismo em geral, modernizam-se, flexibilizam o mercado laboral, fomentam um saudável mercado de capitais e agradecem-nos por termos governantes assim.

comentários mais recentes
A UE socialista é uma fraude como este PS 14.02.2017

Como é possível a UE dizer bem de uma economia que está a comer de dinheiro emprestado? Todos os dados são falsos! ESTAMOS A CAMINHAR PARA NOVA BANCARROTA DO SOCRATES!!

JMdC 14.02.2017

Confirma-se que a UE, ela própria em risco de desintegração total e irreversível, desistiu da economia portuguesa. Deste modo Portugal numa vai ter algo parecido com um Silicon Valley ou uma Eindhoven. Assim nunca vai ter fundadores de uma Apple ou Google, a sede de um Facebook ou de uma Nokia, ou nem mesmo uma fábrica da Tesla. As economias que rivalizam e competem com a portuguesa mas que combatem com mais eficácia a corrupção, a falta de transparência, o despesismo no sector público e o excedentarismo em geral, modernizam-se, flexibilizam o mercado laboral, fomentam um saudável mercado de capitais e agradecem-nos por termos governantes assim.

surpreso 13.02.2017

Mandem lá o ministro da Propaganda Marcelo

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub