Mundo Posse de Guterres: Marcelo diz que vai ser "um grande, grande dia" para Portugal

Posse de Guterres: Marcelo diz que vai ser "um grande, grande dia" para Portugal

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que hoje completa 68 anos e assiste em Nova Iorque ao juramento do seu amigo António Guterres como secretário-geral das Nações Unidas, vaticinou que vai ser "um grande, grande dia".
Posse de Guterres: Marcelo diz que vai ser "um grande, grande dia" para Portugal
Miguel Baltazar
Lusa 12 de Dezembro de 2016 às 15:37

"Vai ser um grande, grande dia, para mim, para Portugal e para os portugueses", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, à saída do hotel a poucas dezenas de metros das Nações Unidas e de onde saiu ladeado pelo primeiro-ministro português, António Costa, e pouco atrás do secretário-geral designado, António Guterres.

 

Guterres, que saiu do hotel acompanhado pela mulher, Catarina Vaz Pinto, apenas disse "bom dia" aos jornalistas portugueses que se encontravam no local.

 

Questionado com quem iria partilhar os charutos - que, durante uma viagem oficial a Cuba, tinha guardado para fumar neste dia - o Presidente da República revelou que, afinal, não vieram com ele na bagagem de Nova Iorque.

 

"Nem trouxe para não ter a tentação de fumar", afirmou.

"Ainda ontem [domingo] dizia no avião ao padre Melícias: Quando reuníamos há 46 anos, quando sonhávamos em salvar o mundo, quem é que pensaria que estaríamos hoje um secretário-geral [das Nações Unidas] e outro Presidente da República? Ninguém, ninguém", disse.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa, assistem hoje à cerimónia de juramento de António Guterres como secretário-geral das Nações Unidas.

A cerimónia começou às 10:00 (15:00 de Lisboa) na sede da ONU, na sala da Assembleia Geral, perante representantes dos 193 estados-membros, iniciando-se com uma homenagem ao secretário-geral cessante, Ban Ki-moon, que fará o seu último discurso como secretário-geral perante o plenário.

António Guterres fará depois o juramento sobre a Carta das Nações Unidas, com a presença de António Costa, Marcelo Rebelo de Sousa e outros responsáveis internacionais no pódio.

No final, o novo secretário-geral da ONU fará um discurso que durará entre 10 a 15 minutos.

Ao final do dia, por volta das 18:00 locais, o Presidente da República oferece uma recepção para cerca de 800 pessoas, na Sala de Jantar dos Delegados, também na sede da organização.

António Guterres iniciará oficialmente funções como secretário-geral da ONU em 1 de Janeiro de 2017.

(Notícia actualizada às 15:47 com mais informação)




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
john doe Há 6 dias

é só demagogia e frase "fácil" .... grande dia para Portugal? dá para concretizar sr. PR? .... sem obviamente cair na demagogia de classificar a ONU como "grande" instituição ....
é um tipo de PE.... com direito de veto para tipos simpaticos como "china" e "russia"....

Anónimo Há 6 dias

Os portugueses a fazerem tudo para esquecer o passado do bruto anjinho BURROterres,e vem este SIMPLEX charlatao remover o passado.Sera que nao chega a adulto.

pub
pub
pub
pub