Economia Preço da electricidade em Portugal foi dos que mais subiu na Europa (act.)

Preço da electricidade em Portugal foi dos que mais subiu na Europa (act.)

Na segunda metade do ano passado o custo da electricidade subiu 12,9% em Portugal, naquela que foi a terceira maior subida da União Europeia.
Hugo Paula 25 de Maio de 2012 às 11:05
Durante a segunda metade do ano passado, o preço da electricidade subiu 12,9% para 18,8 euros por cada 100 quilo watt por hora (kWh). O custo é o sétimo mais elevado da Europa a 27 subida é a terceira maior da união, segundo o divulgou hoje Eurostat.

Parte da subida é explicada pelo aumento do IVA que no caso da electricidade passou de 6% para 23%, em Outubro.

O preço da electricidade em Portugal ficou abaixo da média da Zona Euro, mas acima da média da União Europeia. A média do preço da electricidade dos 17 países da Zona Euro foi de 19,3 euros e a da União Europeia foi de 18,4 euros, diz o Eurostat.

Os países que superaram o aumento da electricidade em Portugal foram o Chipre, onde o preço subiu 19,4% para 24,1 euros e a Letónia, onde ascenderam 27,5% para 13,4 euros.


A electricidade mais cara da Europa é a da Dinamarca, onde 100kWh de custam 221,5 coroas dinamarquesas ou 29,8 euros, seguida da Alemanha onde se paga 25,3 euros. Espanha tem electricidade a 20,9 euros e Itália a 20,8 euros, segundo o relatório.

Espanha teve também o quarto maior aumento da electricidade face à segunda metade do ano passado, com a electricidade a subir 12,8%. A Bulgária teve a electricidade mais barata, ao pagar 8,7 euros por 100 kWh.

Gás natural subiu 17,1%

Os preços do gás natural também subiram mas aqui Portugal só registou o oitavo maior aumento da União Europeia. O preço de cada 100 kWh gerados por gás natural foi de 7,4 euros, aumentando 17,1% face à segunda metade do ano anterior.

(Actualização: Acrecenta parágrafo sobre o IVA às 14h45.)



A sua opinião7
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Observador 25.05.2012

Só gostava que a porcaria dos govenantes que temos me explicssem qual a razão porque temos de ter os preços da água, electricidade, gaz, preços venda ou rendas de casas, comer, vestuários, enfim tudo o que toda a gente por essa Europa fora gasta normalmente, mas cujos preços para nós em casos raros são iguais, noutros a maioria são muito mais caros e apen as numa pequena minoria pagamos menos do que se paga por esssa E#uropa fora, mas em contrapartida e em grande maioria nalguns casos os ordenados da classe baixa e média são 2 ou 3 vezes menores do que os praticados na Europa, apenas nas classes altas gestoires, politicos etc. é que entre ordenados e mordomias ganham identico ou ainda mais do que lá fora. Mas que País em que vivemos que felizmente é muito bonito e agradável mas infelizmente não dá gopsto trabalhar pois a grande maioria das pessoas é tratada como escrava não havendo da parte dos patrões e dos governantes nem um bocadinho de moral e vergonha para respeitarem a dign idade que a todo o ser humano é devida

ffgh 25.05.2012

não faz mal, tb temos os salários mais altos da europa e a edp está a ajudar os reformados temos o exemplo do sr.catroga.a isto cama-se solidariedade social.

electrocutado 25.05.2012

Se o Mexia descobre vem logo com uma ideia cmequina.
inda há mergem para crescer

electrocutado 25.05.2012

A noticia refere o preço da eletricidade.
Agora acrescentem as alcavalas que polulam nas nossas facturas.
taxas taxinhas e tachões,

ver mais comentários
pub