Conjuntura Preços na produção atenuaram queda em Setembro

Preços na produção atenuaram queda em Setembro

Em termos homólogos, o preço das mercadorias à saída das fábricas continua a cair mas a um ritmo inferior ao do mês anterior, comportamento que se verifica também na componente energética. Em cadeia, a variação já é positiva.
Preços na produção atenuaram queda em Setembro
Bloomberg
Paulo Zacarias Gomes 18 de Outubro de 2016 às 11:36

O preço das mercadorias à saída das fábricas em Portugal registaram em Setembro uma queda de 1,7% em termos homólogos, inferior à que teve lugar no mês anterior, que tinha sido de 3%.

Os dados dos preços na produção industrial são avançados esta terça-feira, 18 de Outubro, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Em cadeia – evolução em relação ao mês anterior –, o desempenho é mesmo positivo, de 0,1% em Setembro, ficando 0,5 pontos percentuais acima do registado em Agosto.

Em termos homólogos, o abrandamento dos recuos verifica-se também quando se exclui a componente energia (que tem pressionado negativamente os preços devido à queda do valor do petróleo nos mercados internacionais). Neste caso, os preços caíram 1%, quando no mês anterior a descida tinha sido de 1,3%.

O agrupamento de energia, por si só, também teve um contributo negativo menos expressivo, passando de -7,8% na variação homóloga de Agosto para -4% em Setembro (comparado com o mesmo mês do ano passado).

A tendência de reduções menos pronunciadas foi também observada no comportamento trimestral dos preços: no terceiro trimestre deste ano, caíram 2,7% em termos homólogos, comparados com um recuo de 4% no segundo trimestre.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub