União Europeia Presidente da Câmara dos Comuns contra qualquer discurso de Trump no Parlamento

Presidente da Câmara dos Comuns contra qualquer discurso de Trump no Parlamento

John Bercow, presidente da Câmara dos Comuns, deixou claro que é contra a visita de Estado de Donald Trump. E foi mais longe, assegurando que o presidente dos EUA não poderá falar no Parlamento.
Presidente da Câmara dos Comuns contra qualquer discurso de Trump no Parlamento
Reuters
Negócios 06 de fevereiro de 2017 às 19:32

"Valorizamos a nossa relação com os EUA. Se a visita de Estado ocorrer, isso vai bem além da capacidade de decisão" do presidente do Parlamento. "Contudo, no que respeita a este local [Parlamento], considero veemente que a nossa oposição ao racismo e ao sexismo e a nossa defesa pela igualdade perante a lei e por um [sistema] judicial independente são questões importantes na Câmara dos Comuns", afirmou  John Bercow, o presidente da Câmara dos Comuns do Parlamento britânico, afirmando ser completamente contra qualquer discurso do presidente dos EUA.

 

"Antes da imposição" de Donald Trump sobre a lei de imigração "eu seria fortemente contra" qualquer discurso do presidente dos EUA no Parlamento. "Depois da imposição, estou ainda mais fortemente contra uma declaração do presidente Trump em Westminster Hall", acrescentou.

 

O Guardian adianta que fontes do Governo de Theresa May descreveram a intervenção como algo "extremamente fora da linha política". Uma das fontes disse mesmo que John Bercow "devia assegurar-se dos planos do presidente antes" de falar desta forma, realçando que não há quaisquer indicações sobre possíveis discursos ou declarações no Parlamento.

 

Theresa May, aquando do encontro com Donald Trump, fez o convite para que o presidente dos EUA fosse numa visita de Estado ao Reino Unido. A data não está confirmada, mas a BBC noticiou que 20 de Fevereiro será o dia do encontro na Europa. 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
G. Sousa Há 3 semanas

É giro ver que o parlamento britânico, que ainda há dias votou favoravelmente o Brexit (o qual foi motivado por uma visão muito próxima daquela que originou a eleição de Donald Trump), não queira que o homem possa discursar. Tá certo!

Conselheiro de Trump Há 3 semanas

Como sabem eu nao me sento ha mesa do rico, a do pobre e mais popular talvez por trabalhar com as maos,sabem quanto pode custar deitar acha para a fogueira.Ate fica a ideia q o parlamento britanico e deste sr. e q ele o alugou a condicao.Secalhar tinham mais sucesso com o despreso do q resp a letra.

pub