Política Presidente da Colômbia cancela visita a Portugal prevista para 3.ª e 4.ª feira

Presidente da Colômbia cancela visita a Portugal prevista para 3.ª e 4.ª feira

O Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, cancelou hoje a viagem que estava prevista a Portugal, nas próximas terça e quarta-feira, para liderar a investigação a um atentado num centro comercial de Bogotá.
Presidente da Colômbia cancela visita a Portugal prevista para 3.ª e 4.ª feira
Lusa 18 de junho de 2017 às 19:37

O Presidente colombiano, que chefiou uma reunião do conselho de segurança para analisar a situação, explicou que "os primeiros dias depois de um atentado como o de ontem [sábado] são essenciais (...) para encaminhar a investigação e alcançar resultados", motivo pelo qual desistiu da visita a Portugal, noticiou hoje a agência espanhola Efe. Do ataque resultaram três mortos e nove feridos.

 

O cancelamento ocorre num momento em que Portugal se confronta com um violento incêndio na região centro do país, que deflagrou ao início da tarde de sábado, numa área florestal em Escalos Fundeiros, em Pedrógão Grande, distrito de Leiria, e que se alastrou aos municípios vizinhos de Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, obrigando a evacuar povoações ou deixando-as isoladas, tendo provocado pelo menos 61 mortos, segundo o balanço oficial mais recente.

 

O Governo português decretou luto nacional durante três dias, entre hoje e terça-feira, pelas vítimas do incêndio.

 

A agenda da visita previa, na manhã de terça-feira, um encontro com o Presidente da República português, Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio de Belém.

 

Juan Manuel Santos deveria prosseguir depois para o Palácio das Necessidades, sede do Ministério dos Negócios Estrangeiros, para um encontro com o primeiro-ministro, António Costa, que ofereceria de seguida um almoço ao chefe de Estado colombiano, que recebeu o Nobel da Paz no ano passado pelos seus esforços nas negociações de paz com a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias Colombianas (FARC).

 

Já na parte da tarde, o Presidente colombiano receberia o título de doutor honoris causa, atribuído pela Universidade Nova de Lisboa, visitando depois o Museu Nacional de Arte Antiga.

 

O primeiro dia da visita oficial terminaria com um jantar oferecido por Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio Nacional da Ajuda.

 

Na quarta-feira, o programa da deslocação previa um encontro com o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, e Juan Manuel Santos deveria discursar no parlamento português, em sessão especial.