Política Presidente da República condecora príncipe Aga Khan com a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade

Presidente da República condecora príncipe Aga Khan com a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, condecorou hoje o líder da comunidade ismaelita, o príncipe Aga Khan, com a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade, numa cerimónia privada no Palácio de Belém.  
Presidente da República condecora príncipe Aga Khan com a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade
O príncipe Aga Khan já tinha sido recebido por Marcelo no ano passado
Miguel Figueiredo Lopes/Presidência da República
Lusa 20 de julho de 2017 às 18:23

Marcelo Rebelo de Sousa atribuiu a condecoração, no Palácio de Belém, após assistir à cerimónia de doutoramento `Honoris Causa´ de Aga Khan na Reitoria da Universidade Nova de Lisboa, confirmou à Lusa fonte da Presidência.

 

A Ordem da Liberdade distingue "serviços relevantes prestados em defesa dos valores da civilização, em prol da dignificação da pessoa humana e à causa da liberdade", lê-se, no 'site' da Presidência da República.

 

Na Reitoria da Universidade Nova de Lisboa, após receber o título de doutor `Honoris Causa´, atribuído pelo reitor, António Rendas, o príncipe Aga Khan afirmou o compromisso com Portugal que disse "reflectir o profundo respeito" pelo país e "profundo afecto pelo povo".

 

Numa intervenção em língua inglesa, Aga Khan destacou as parcerias entre a Rede para o Desenvolvimento a que preside e Portugal, país com o qual mantém uma "afinidade duradoura" e "admiração" pelo "pluralismo" e pela "construção de pontes, com pessoas de culturas e fés diferentes".

 

Aga Khan é o 49.º líder espiritual dos muçulmanos ismaili (desde 1957) e fundador e presidente da Rede Aga Khan para o Desenvolvimento, "uma das maiores agências para o desenvolvimento privadas do mundo".

 

A Rede atua em mais de 30 países em desenvolvimento e emprega mais de 80.000 pessoas. Em Portugal está há várias décadas, maioritariamente através da Fundação Aga Khan, que trabalha sobretudo nas áreas da educação e infância e apoio à inclusão social e económica.

 

O ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, o líder do PSD, Passos Coelho, o antigo primeiro-ministro Pinto Balsemão (que apadrinhou o doutoramento), vários deputados do PS, PSD e CDS-PP, figuras da Igreja Católica e das Forças Armadas marcaram presença na cerimónia na Reitoria da Universidade Nova de Lisboa.

 

A comunidade ismaelita pertence a uma grande diversidade de culturas e vive maioritariamente na Ásia Central, Médio Oriente, sul da Ásia, África subsaariana, Europa e América do Norte. Na Europa as maiores comunidades vivem na Grã-Bretanha, França e Portugal, onde são cerca de 7.000 pessoas, muitas delas chegadas de Moçambique na década de 1970

 

Aga Khan já recebeu vários títulos honorários em Portugal, como a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique, a Grã-Cruz da Ordem do Mérito e a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo.

 

Em 2006 foi doutorado Honoris Causa pela Universidade de Évora.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar