Economia Presidente da República expressa as "mais sentidas condolências"

Presidente da República expressa as "mais sentidas condolências"

O Presidente da República expressou esta terça-feira as "mais sentidas condolências" aos familiares das vítimas da queda de uma árvore no Funchal, adiantando que se irá deslocar à Madeira para se inteirar do ocorrido e levar uma "palavra de alento".
Presidente da República expressa as "mais sentidas condolências"
Bruno Simão/Negócios
Lusa 15 de agosto de 2017 às 17:45
"Ao tomar conhecimento da tragédia ocorrida na Madeira, apresento às famílias enlutadas as minhas mais sentidas condolências", lê-se numa mensagem do chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, divulgada na página da Internet da Presidência da República.

A queda de uma árvore de grande porte no Largo da Fonte, na freguesia do Monte, concelho do Funchal, durante a festa em honra da padroeira da Madeira, provocou 12 mortos e 50 feridos.

Na nota, Marcelo Rebelo de Sousa refere que irá deslocar-se ainda hoje ao Funchal para se "inteirar de perto do ocorrido e, naturalmente, para levar uma palavra de alento e conforto aos que perderam os seus entes mais queridos".

Segundo disse à Lusa fonte da Presidência da República, o chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, deverá chegar ao Funchal cerca das 19:30.

O incidente ocorreu cerca das 12:00, num local onde se concentram muitas pessoas para participar naquele que é considerado o maior arraial da Madeira, momentos antes de sair a procissão que foi cancelada.

Dez das vítimas mortais faleceram no local e as restantes duas no hospital.

Fontes no local referem que a árvore estava amarrada há dois anos e o tronco estava oco.

No ano passado as festividades de carácter mais profano deste arraial foram canceladas devido aos incêndios que afectaram o Funchal na segunda semana de Agosto.



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
General Ciresp Há 6 dias

Sabemos que nao podemos ser bons em tudo.O selfie e mais rapido a PROMULGAR do que a CONDULAR.Tambem nao sei porque condulou em nome proprio em vez do nome da nacao.provavelmente tambem aqui o Siresp escanou.

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub