Política Presidente da República recebe famílias das vítimas de Pedrógão

Presidente da República recebe famílias das vítimas de Pedrógão

Marcelo Rebelo de Sousa recebe esta terça-feira, 1 de Julho, a Associação de Familiares das Vítimas de Pedrógão Grande, isto numa altura em que, no Parlamento, se procuram soluções para acelerar as indemnizações.
Presidente da República recebe famílias das vítimas de Pedrógão
Vítor Mota/Correio da Manhã
Negócios 01 de agosto de 2017 às 09:35

O Presidente da República recebe esta terça-feira à tarde uma comitiva de familiares das vítimas do incêndio que deflagrou em Junho em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria. Ao todo, serão seis pessoas que reclamam a assunção de responsabilidades por parte do Estado e uma maior agilização da protecção dos familiares das vitimas das catástrofes.

 

Nádia Piazza, promotora da futura Associação de Familiares das Vítimas de Pedrógão Grande, adiantou à Lusa que a iniciativa partiu do próprio Marcelo Rebelo de Sousa, a quem não poupa elogios. "Não esperava outra coisa do senhor Presidente da República. Tem-se comportado, desde a primeira hora, como um verdadeiro chefe de Estado. Tem dado a cara a todo o momento, tem estado no terreno e conversa com as pessoas", sublinhou.

 

No Palácio de Belém, a comitiva, que segundo a Lusa será composta por seis pessoas, pretende abordar diversas questões, como "a assunção de responsabilidades" por parte das entidades públicas, a "preocupação sobretudo com os jovens e as crianças" afectados e a necessidade de se criar uma proposta legislativa para garantir uma maior protecção dos familiares de vítimas de catástrofes.

 

De acordo com Nádia Piazza, os familiares pretendem que se desenvolva um mecanismo para que, face a uma catástrofe, seja criada automaticamente uma associação que represente as vítimas, como acontece em França. As expectativas para a reunião "são altas".

 

A reunião em Belém com os familiares das vítimas ocorre numa altura em que, no Parlamento, já foi aprovado um projecto de Lei que pretende acelerar as indemnizações às vitimas, recorda o Diário de Notícias.

 

O projecto de Lei, que ainda tem de ser aprovado na especialidade (o que só poderá ocorrer a partir de Setembro), foi apresentado pelo CDS, PSD e PCP, prevê a constituição de uma comissão constituída por cinco elementos, presidida por um juiz a indicar pelo Conselho Superior de Magistratura, para indemnizar as vítimas dos incêndios ocorridos entre 17 e 24 de Junho nos concelhos de Pedrógão Grande, Castanheira de Pera, Ansião, Alvaiázere, Figueiró dos Vinhos, Arganil, Góis, Penela, Pampilhosa da Serra, Oleiros e Sertã.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub