Economia Presidente insiste que aumento do crescimento económico é "objetivo essencial" 

Presidente insiste que aumento do crescimento económico é "objetivo essencial" 

O Presidente da República reiterou na quinta-feira, em Madrid, que "um objectivo essencial" de Portugal nos próximos anos é "crescer mais", porque só assim será possível criar mais emprego.
Presidente insiste que aumento do crescimento económico é "objetivo essencial" 
Miguel Baltazar/Negócios
Lusa 10 de fevereiro de 2017 às 01:57

"Há um problema. Portugal precisa de crescer mais e de criar mais emprego", disse Marcelo Rebelo de Sousa, num jantar oferecido pela Câmara do Comércio Hispano-Portuguesa, na capital espanhola, no qual estavam presentes uma centena de empresários dos dois países.

 

O Presidente português sublinhou que uma taxa de "crescimento de 1,3% ou 1,4% é curta" e insistiu que, mesmo no ano que em que se vive [2017] "uma taxa de crescimento de 1,7% ou 1,8% é importante", mas Portugal tem "de ir mais longe".

 

Segundo o Governo, o crescimento do PIB em 2016 foi superior a 1,2% e em 2017, o Orçamento de Estado, aponta uma taxa de 1,5%.

 

"O desafio é criar condições para o crescimento", insistiu Marcelo Rebelo de Sousa, acrescentando esperar que, no fim do seu mandato, em 9 de Março de 2021, "o investimento privado, interno e externo tenha subido, que o crescimento tenha aumentado sustentadamente e que o emprego tenha também aumentado".

 

O Presidente reconheceu ainda "os méritos" do Governo anterior e do actual na descida do défice público e espera que no fim do seu mandato haja "um equilíbrio" nas contas do Estado.

 

O Presidente da República iniciou na quinta-feira uma deslocação de dois dias a Madrid, onde participa na sexta-feira num fórum da COTEC Europa para promover a transição para uma "Economia Circular".

 

No encontro da COTEC Europa também irão estar presentes os chefes de Estado de Espanha e de Itália e ainda empresários portugueses, espanhóis e italianos, além do comissário europeu da Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas.

 

A COTEC Europa foi criada com o objectivo de "ajudar a suprimir as especificidades características das economias do Sul e que constituem barreiras à inovação".


A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 10.02.2017

este PR gastou se depressa..

Conselheiro de Trump 10.02.2017

Entao este sr.doutor esta apostado em dar morte lenta(eutanasia)ao pais.Tenho defacto verificado que o corpo avanca com velocidade nunca vista nessa direcao,e os gemidos quase nao se sentem.Quem sabe se no futuro um doente em vez de ser anastesiado para a faca e embebedado na palestra do sr. doutor.

Anónimo 10.02.2017

500 mil pessoas sem trabalho, para o nosso país é muita gente. A produção do bio combustivel dos residuos florestais pode ser a nossa salvação económica. Está comprovado e é preciso é construir as fábricas.

Conselheiro de Trump 10.02.2017

Por certo mais uma TAINA para o desgracado da marmita pagar.Ja me apercebi ha muito tempo q sou visto como um terrorista aos olhos dos jornalistas,mas a diferenca entre mim e o presidente rabelo esta que eu amo o pais,e ele ama a profissao que desempenha.Tambem aqui era de pensar 1 emprego RANDSTAD.

pub