Política Primeiro-ministro aceita pedido de demissão do seu adjunto para os Assuntos Regionais

Primeiro-ministro aceita pedido de demissão do seu adjunto para os Assuntos Regionais

António Costa aceitou esta terça-feira o pedido demissão do seu adjunto para os Assuntos Regionais, Rui Roque, após o Observador noticiar que este nunca concluíra a sua licenciatura, ao contrário do que consta no respectivo despacho de nomeação.
Primeiro-ministro aceita pedido de demissão do seu adjunto para os Assuntos Regionais
Miguel Baltazar/Negócios
Lusa 25 de Outubro de 2016 às 23:23

A decisão de António Costa foi transmitida à agência Lusa por fonte oficial do gabinete do primeiro-ministro.

 

Segundo a mesma fonte, Rui Pedro Lizardo Roque, de 37 anos, natural de Granja do Ulmeiro, concelho de Soure, apresentou por escrito, a meio da tarde de hoje, o seu pedido de demissão ao primeiro-ministro, que foi aceite por António Costa logo que regressou a São Bento ao início da noite.

 

De acordo com notícias hoje avançadas pelo Observador, Rui Roque, no despacho de nomeação como assessor para os Assuntos Regionais do gabinete do primeiro-ministro, surge como licenciado em engenharia electrotécnica pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, mas apenas terá completado quatro cadeiras desse curso.

 

No gabinete do primeiro-ministro, Rui Roque foi até agora responsável pela preparação das visitas de António Costa em território nacional, sobretudo as que se realizam fora de Lisboa.

 

Antigo militante da Juventude Socialista e dirigente associativo, Rui Roque esteve envolvido na organização das campanhas nacionais do PS para as eleições legislativas de 2011, na fase final da liderança de José Sócrates, e em 2015, nesta já com António Costa no cargo de secretário-geral dos socialistas.

 

Na Granja do Ulmeiro (no município de Soure, distrito de Coimbra), Rui Roque é membro da Assembleia de Freguesia, tendo sido eleito pelo PS as eleições autárquicas de 2013.

 

Segundo o Observador, na segunda-feira, após ter sido confrontado com dúvidas sobre a conclusão da sua licenciatura na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, Rui Roque eliminou várias fotos e referências que eram públicas no seu perfil no Facebook.

 

Ainda de acordo com o Observador, na sua página no Facebook, o ex-assessor de António Costa exibia a seguinte citação de Mark Twain: "É mais fácil enganar as pessoas do que convencê-las de que elas foram enganadas".




A sua opinião14
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 1 semana


Um governo de ladrões

PS . BE . PCP - são uns PHILHOS DE PHU TA que xupam o sangue ao POVO...

para dar mais dinheiro e privilégios aos FP & CGA.


comentários mais recentes
Manuel Cabral Há 1 semana

Foi uma atitude correta ao contrário do que outros fizeram, que dignifica os agentes da política.

Trotil Há 1 semana

Este não atirava pedras ao Relvas ...

Anónimo Há 1 semana


Política do PS:

- Enriquecer a FP e seus pensionistas.

- Empobrecer os trabalhadores do privado e seus pensionistas.


Anónimo Há 1 semana


PS ROUBA A VIDA A 500.000 TRABALHADORES

O SOCRATES GATUNO endividou o país até à bancarrota, para pagar salários e pensões da FP…

Lançando 500.000 trabalhadores no desemprego!

ver mais comentários
pub