Política Primeiro-ministro aceita pedido de demissão do seu adjunto para os Assuntos Regionais

Primeiro-ministro aceita pedido de demissão do seu adjunto para os Assuntos Regionais

António Costa aceitou esta terça-feira o pedido demissão do seu adjunto para os Assuntos Regionais, Rui Roque, após o Observador noticiar que este nunca concluíra a sua licenciatura, ao contrário do que consta no respectivo despacho de nomeação.
Primeiro-ministro aceita pedido de demissão do seu adjunto para os Assuntos Regionais
Miguel Baltazar/Negócios
Lusa 25 de outubro de 2016 às 23:23

A decisão de António Costa foi transmitida à agência Lusa por fonte oficial do gabinete do primeiro-ministro.

 

Segundo a mesma fonte, Rui Pedro Lizardo Roque, de 37 anos, natural de Granja do Ulmeiro, concelho de Soure, apresentou por escrito, a meio da tarde de hoje, o seu pedido de demissão ao primeiro-ministro, que foi aceite por António Costa logo que regressou a São Bento ao início da noite.

 

De acordo com notícias hoje avançadas pelo Observador, Rui Roque, no despacho de nomeação como assessor para os Assuntos Regionais do gabinete do primeiro-ministro, surge como licenciado em engenharia electrotécnica pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, mas apenas terá completado quatro cadeiras desse curso.

 

No gabinete do primeiro-ministro, Rui Roque foi até agora responsável pela preparação das visitas de António Costa em território nacional, sobretudo as que se realizam fora de Lisboa.

 

Antigo militante da Juventude Socialista e dirigente associativo, Rui Roque esteve envolvido na organização das campanhas nacionais do PS para as eleições legislativas de 2011, na fase final da liderança de José Sócrates, e em 2015, nesta já com António Costa no cargo de secretário-geral dos socialistas.

 

Na Granja do Ulmeiro (no município de Soure, distrito de Coimbra), Rui Roque é membro da Assembleia de Freguesia, tendo sido eleito pelo PS as eleições autárquicas de 2013.

 

Segundo o Observador, na segunda-feira, após ter sido confrontado com dúvidas sobre a conclusão da sua licenciatura na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, Rui Roque eliminou várias fotos e referências que eram públicas no seu perfil no Facebook.

 

Ainda de acordo com o Observador, na sua página no Facebook, o ex-assessor de António Costa exibia a seguinte citação de Mark Twain: "É mais fácil enganar as pessoas do que convencê-las de que elas foram enganadas".


A sua opinião14
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 26.10.2016


Um governo de ladrões

PS . BE . PCP - são uns PHILHOS DE PHU TA que xupam o sangue ao POVO...

para dar mais dinheiro e privilégios aos FP & CGA.


comentários mais recentes
Manuel Cabral 26.10.2016

Foi uma atitude correta ao contrário do que outros fizeram, que dignifica os agentes da política.

Trotil 26.10.2016

Este não atirava pedras ao Relvas ...

Anónimo 26.10.2016


Política do PS:

- Enriquecer a FP e seus pensionistas.

- Empobrecer os trabalhadores do privado e seus pensionistas.


Anónimo 26.10.2016


PS ROUBA A VIDA A 500.000 TRABALHADORES

O SOCRATES GATUNO endividou o país até à bancarrota, para pagar salários e pensões da FP…

Lançando 500.000 trabalhadores no desemprego!

ver mais comentários
pub