Política Primeiro-ministro italiano submetido a uma intervenção cirúrgica de urgência

Primeiro-ministro italiano submetido a uma intervenção cirúrgica de urgência

Paolo Gentiloni foi alvo de uma intervenção cirúrgica na terça-feira à noite depois de se ter sentido mal. Teve de fazer uma angioplastia para desbloquear uma artéria do coração. Fonte do Executivo diz que o primeiro-ministro está "bem" e em contacto.
Primeiro-ministro italiano submetido a uma intervenção cirúrgica de urgência
Reuters
Negócios 11 de janeiro de 2017 às 11:01

Paolo Gentiloni, que tomou posse como primeiro-ministro em Dezembro, foi alvo de uma intervenção cirúrgica para desbloquear uma artéria do coração. O responsável deu entrada num hospital em Roma ainda na terça-feira, 10 de Janeiro, depois de se ter sentido mal, revelou fonte oficial do gabinete, citada pela Reuters.

 

O primeiro-ministro "está acordado e lúcido e pode comunicar por telefone", acrescentou a mesma fonte, salientando que Gentiloni não teve um ataque cardíaco.

 

Paolo Gentiloni, de 62 anos, substituiu Matteo Renzi na liderança de Itália depois de no referendo sobre a Constituição ter vencido o "não" e, como consequência, a demissão do então primeiro-ministro.

 

O responsável tem em mãos alguns desafios, entre os quais o resgate do Monte dei Paschi, cujo processo continua a decorrer, sem que sejam conhecidos pormenores. 


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub