Economia Problemas no Portal das Finanças são "perfeitamente naturais"

Problemas no Portal das Finanças são "perfeitamente naturais"

O Ministério das Finanças admite dificuldades na plataforma que inclui mais de 600 serviços e teve 180 milhões de interacções autenticadas em 2016. Autoridade Tributária pede a opinião dos contribuintes até 26 de Novembro.
Problemas no Portal das Finanças são "perfeitamente naturais"
Kiyoshi Ota/Bloomberg
António Larguesa 15 de novembro de 2017 às 15:43

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) lançou um inquérito na Internet para avaliar o grau de satisfação dos utilizadores do Portal das Finanças e "perspectivar medidas de melhoria, nomeadamente em função das sugestões formalizadas" nesse estudo de opinião, que decorre durante duas semanas e está disponível até 26 de Novembro.

 

Ao Negócios, fonte oficial do Ministério das Finanças admite que há queixas recorrentes dos contribuintes por causa do funcionamento desta plataforma. No entanto, considera que as dificuldades são "perfeitamente naturais quando se dispõe de mais de 600 serviços e milhares de informações". Em 2016, o sistema recepcionou mais de 20 milhões de declarações e teve cerca de 180 milhões de interacções autenticadas.

 

A iniciativa é valorizada pelo Subdiretor-Geral do Fisco, Manuel Gonçalves Cecílio, como a recolha de "opinião fundamental" que "pode contribuir para a melhoria do serviço prestado". As Finanças recordam que esta apreciação é feita anualmente e concorre para a avaliação de desempenho da AT, no âmbito do designado Quadro de Avaliação e Responsabilização.

Ao último inquérito feito pela AT responderam 113.607 pessoas, sendo que a maioria (73%) classificou como "boa" ou "muito boa" a qualidade do portal, ficando-se as notas negativas pelos 6%. Ainda assim, a experiência de navegação dentro do site é mais insatisfatória do que o próprio acesso e a pontuação geral caiu nos últimos três estudos anuais realizados.

 

Questionada sobre se nesta fase está prevista alguma mudança nesta plataforma, seja a nível gráfico ou de conteúdos, a mesma fonte do Ministério tutelado por Mário Centeno limitou-se a responder que "o portal encontra-se em constante actualização em face das alterações legislativas e tendo em vista a melhoria do serviço prestado ao cidadão".

A AT tem vindo a apostar cada vez mais na via informática na sua relação com os contribuintes através do Portal das Finanças e, nomeadamente, da plataforma e-factura. Em Abril, este organismo lançou um concurso internacional para a aquisição de servidores secundários, para que, em caso de desastre natural ou provocado por mão humana, seja possível recuperar a informação contida no sistema.

 

Pontuar sem autenticar

 

Neste curto questionário online, os contribuintes podem deixar críticas, sugestões de novos serviços e avaliar alguns atributos da plataforma. É o caso da facilidade de acesso e de navegação dentro do portal, da rapidez do sistema, da facilidade de navegação, da clareza de conteúdos e das regras de preenchimento dos formulários, da fiabilidade e utilidade da informação, e também da abrangência de serviços disponibilizados.

 

Numa comunicação por e-mail enviada na segunda-feira, 13 de Novembro, o Subdiretor-Geral do Fisco assinala que este processo é anónimo e que está "garantida a confidencialidade das respostas, utilizadas apenas para tratamento estatístico". Para "minimizar o risco de fraude electrónica", o responsável alerta ainda que neste inquérito nunca é pedida a identificação ou a inserção dos dados de acesso ao Portal das Finanças.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 4 semanas

Oh Sr. Larguesa, não estamos a falar duma PME, e como diz o povo, quem não tem cú não se mete a paneleiro.
A evolução informática da AT tem sido um milagre de sucessos para quem partiu do zero. O problema existe é nos custos, legionários, da actualização e manutenção do sistema. Sistemas fiáveis só nas grandes multinacionais que os podem financiar e contratar os melhores técnicos a nível global. O resto é tudo uma feliz fantasia!

pertinaz Há 4 semanas

ACHO MUITO PERIGOSO RESPONDER A INQUÉRITOS DA AT

NÃO É GENTE DE BEM...!!!

pub