Orçamento do Estado Progressões dão aumento para todos já em 2018
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Progressões dão aumento para todos já em 2018

O Governo começa a estabilizar o modelo para descongelar carreiras: todos os funcionários públicos com pontos para progredir vão ver direitos reconhecidos em Janeiro. Quem já foi beneficiado no passado, pode não ter nenhuma actualização. Mais de metade sai a ganhar.
Progressões dão aumento para todos já em 2018
Miguel Baltazar/Negócios
Marta Moitinho Oliveira 03 de setembro de 2017 às 23:15

O Governo espera que mais de metade dos cerca de 500 mil trabalhadores do Estado tenha direito a progredir na carreira em 2018. O Executivo começa a estabilizar o modelo que vai seguir para descongelar as carreiras na Função Pú)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

O meu marido entrou para a função publica com assistente operacional em 2011. Desde então, até ao momento, que o seu salário é o salário mínimo.

Os aumentos também seriam para ele?

Anónimo Há 2 semanas

"Não podem continuar a receber dinheiro dos portugueses." ??? Querem ver que os funcionários públicos são todos estrangeiros e não fazem descontos?
Deixa lá o rendimento mínimo e vai trabalhar.

Anónimo Há 2 semanas

Pois bem. Com o PSD e CDS no poder, a função pública irá perder imediatamente os subsídios de férias e de natal, algo que não merecem face a esta divida. Não podem continuar a receber dinheiro dos portugueses. Eu apoio a direita contra este abuso!

Anónimo Há 2 semanas

Dívida bruta das Administrações Públicas:
2005 106.919,5
2006 115.002,2
2007 120.088,5
2008 128.191,4
2009 146.691,3
2010 173.062,5
2011 196.231,4
2012 212.556,0
2013 219.714,9
2014 (R)226.030,6
2015 Pro231.540,4
2016 Pro241.060,9
Vejam a diferença da divida entre 2005 e 2011, anos de governação do socrates, 90 MIL MILHÕES DE EUROS em 6 anos!!! Explica a bancarrota de 2011. Atualmente de 2015 para 2016 cresceu 10 mil milhões num ano e este ano em 7 meses já vai em 9 mil milhões. Com os socialistas não tem nada que inventar, o resultado é sempre o mesmo. O maior cego é o que não quer ver.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub