Economia Protecção Civil faz "defesa perimétrica" em Mação para proteger habitações do fogo

Protecção Civil faz "defesa perimétrica" em Mação para proteger habitações do fogo

A Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) informou ter "todos os meios disponíveis a fazer defesa perimétrica" na vila de Mação, no distrito de Santarém, devido ao incêndio que lavra na zona e ameaça habitações.
Protecção Civil faz "defesa perimétrica" em Mação para proteger habitações do fogo
Cofina Media
Lusa 27 de julho de 2017 às 00:24

"Temos todos os meios disponíveis a fazer defesa perimétrica nesta área, sem haver, para já, informação de danos de maior. Há muito vento no local. Estamos a proteger as habitações na vila de Mação e todos os recursos estão de facto alocados neste momento a esta zona", disse à agência Lusa, cerca das 23:30 de quarta-feira, a adjunta de operações da ANPC Patrícia Gaspar.

 

De acordo com a responsável da Protecção Civil, o fogo que se aproxima do centro de Mação integra o grande incêndio da Sertã, que deflagrou na tarde de domingo no concelho da Sertã e alastrou a Proença-a-Nova e a Mação.

 

"O incêndio da Sertã é o que nos últimos dias tem chegado por diversas vezes junto de algumas povoações, algumas aldeias pequenas um pouco espalhadas por todo esta área por onde tem lavrado", indicou Patrícia Gaspar.

 

Pelas 23:30 de quarta-feira, encontravam-se em curso "dez ocorrências de incêndios florestais" em todo o país, das quais quatro expiravam "maior preocupação", nomeadamente o grande fogo da Sertã, o incêndio de Marmeleiro (também no concelho da Sertã) e os dois fogos no distrito de Portalegre, nos concelhos de Gavião e de Nisa.

 

"São as quatro ocorrências que neste momento estão activas e com maior actividade, onde temos mais meios concentrados", frisou.

 

Em relação ao incêndio da Sertã, que lavra em Várzea dos Cavaleiros, "que é o grande incêndio que afecta os concelhos da Sertã, Proença-a-Nova e Mação, mantém-se activo e é aquele onde neste momento está concentrado o maior número de meios: 1.225 operacionais, apoiados por 338 veículos", informou a adjunta de operações da Protecção Civil.

 

Já o incêndio de Vale de Coelheiros, em Castelo Branco, "ficou dominado já no início da noite", assim como o fogo de Mantela, no concelho de Mação, que já está dominado "há algumas horas".




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Camponio da beira 27.07.2017

Antes de se chegar a general, tem-se 18 anos arranha-se , aprende-se o manejo de armas, etc e depois vai-se subindo. Quem comanda a des Prototecçºão Civil quantas vezes andou com enxadas ou mangueiras a pagar incenbdios ou intrução de barcos no caso de inundações?

Saber mais e Alertas
pub