Política PS gostava que Cavaco Silva tivesse "piado mais" em defesa dos portugueses

PS gostava que Cavaco Silva tivesse "piado mais" em defesa dos portugueses

O PS acusou hoje o ex-Presidente da República, Cavaco Silva, de falta de sentido de Estado e lamentou que quando estava em Belém não tivesse "piado mais" na defesa dos portugueses.
PS gostava que Cavaco Silva tivesse "piado mais" em defesa dos portugueses
Miguel Baltazar/Negócios
Lusa 30 de agosto de 2017 às 17:12
"Eu gostaria que durante o tempo em que esteve na Presidência da República tivesse piado mais, ou seja, tivesse agido mais na defesa dos portugueses", afirmou a deputada e dirigente socialista Susana Amador.

Em declarações aos jornalistas no parlamento, Susana Amador sublinhou que "o PS não podia deixar de lamentar estas intervenções, pela falta de sentido de Estado que as mesmas revelam, pela gravidade das mesmas e por não corresponderem de todo à realidade".

Para o PS, a 'aula' dada por Cavaco Silva na Universidade de Verão da JSD demonstra "desconforto com a política de devolver rendimentos e a repor às pessoas mais qualidade de vida, bem-estar, e coesão social" do actual executivo.

"O professor Cavaco Silva ao longo das políticas do Governo PSD e CDS, que foram as políticas de retirada de direitos, de compressão das garantias dos portugueses, fez uma gestão de silêncios", argumentou, considerando que, contra esses "silêncios ensurdecedores" valeu a intervenção do Tribunal Constitucional na defesa da Lei Fundamental e dos direitos dos portugueses.

Por outro lado, Susana Amador defendeu que na mesma intervenção do ex-Presidente "falar de censura, quando ela tem uma grande carga histórica tão negativa para tantos portugueses, e no contexto actual, que é um contexto de democracia, de liberdades e de defesa da Constituição", é "uma posição que surpreende pela falta de sentido, pela gravidade".

O ex-Presidente da República, Cavaco Silva, defendeu hoje que, na zona euro, "a realidade acaba sempre por derrotar a ideologia" e os que, nos governos, querem realizar a revolução socialista "acabam por perder o pio ou fingem que piam".

Numa 'aula' na Universidade de Verão do PSD, Cavaco Silva afirmou que hoje "é corrente apresentarem-se três casos" de países onde a realidade tirou o tapete à ideologia, enumerando França e Grécia mas sem se referir explicitamente ao caso de Portugal.



A sua opinião15
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Já não Há Mentira que Pegue 31.08.2017

Quando só se sabe Ladrár, não é fácil Piar, inteligência, isenção, Corretídao, Seriedade, coisas que nunca fez parte do seu Currículo, não era ele o da mão por trás dos arbustos? Mete pena aquela canalhada ser Usada para situações Ridículas.Pobres Rapazes, a que os Pais os Obrigam.

00SEVEN 31.08.2017

Sim|
De facto, uma das grandes falhas do ex Presidente Cavaco Silva foi não ter "piado" bem forte em defesa do povo português quando não demitiu o prisioneiro Sócrates quando era primeiro ministro rodeado pelos abutres que agora se encontram no poder!
Devia, também, ter dissolvido a Assembleia da República e convocado novas eleições para que estes gajos que cantam de galo porque estão no poleiro não tivessem levado o país à falência.
Mas o país caminha a passos largos para nova queda no precipício!
O PCP, via Intersindical, já comanda as operações o que é uma atração irresistível para os investidores nacionais e estrangeiros!
O Dr. Costa vende-se por qualquer coisa desde que mantenha o cargo de nosso 1º!
E até penso que a Auto Europa poderá deslocalizar a produção para outras áreas geográficas que era o que eu faria para não brincarem com coisas sérias!

oluapaxe 31.08.2017

Os amigos do cavaco roubaram os accionistas do BPN mas foi o governo socrates que passou esses roubos para cima do contribuinte. Mais uma boa decisão do governo sócrates com a ajuda do nº2 costa.

Anónimo 31.08.2017

Pior que perder o pio foi os amigos do presidente terem levado à bancarrota o BPN e terem manietado o Teixeira dos Santos a resgatar o banco deles com 6,5 mil milhões de euros dos nossos impostos e sacrifícios. Só mesmo com um balúrdio destes é que ficamos sem pio. Eles não estão reformados...

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub