Eleições PS: “PSD sofre uma derrota estrondosa” mas não devemos fazer leitura nacional

PS: “PSD sofre uma derrota estrondosa” mas não devemos fazer leitura nacional

“A nível nacional só há uma leitura [das eleições autárquicas], a vitória do PS dá força à mudança que iniciámos no quadro parlamentar” há dois anos, salientou Ana Catarina Mendes.
PS: “PSD sofre uma derrota estrondosa” mas não devemos fazer leitura nacional
Bruno Colaço
Sara Antunes 02 de outubro de 2017 às 15:03

Os resultados eleitorais alcançados este domingo pelo PS reforçam o "caminho que iniciámos há quase dois anos", tendo o partido atingido "todos os objectivos", salientou a secretária-geral adjunta do PS e responsável pela coordenação destas eleições, numa declaração aos jornalistas, transmitida esta segunda-feira, 2 de Outubro, pelos canais de televisão.

 

Ana Catarina Mendes sublinhou que o PS conseguiu "mais câmaras, mais votos, mais freguesias".

 

"O PS está muito satisfeito" com os resultados eleitorais, tendo conquistado "mais 30 câmaras do que há quatro anos", acrescentou.

 

"O PSD sofre uma derrota estrondosa", salientou, salvaguardando que "não devemos confundir vitórias locais, que são mérito dos nossos candidatos" e revelam um "desgaste natural das gestões autárquicas de quem estava no poder, com as análises nacionais".

 

"A nível nacional só há uma leitura, a vitória do PS dá força à mudança que iniciámos no quadro parlamentar", reiterou.

 

Sobre a relação dos partidos que sustentam o Executivo liderado por António Costa (PS, PCP e Bloco de Esquerda), Ana Catarina Mendes defende que estes "têm demonstrado a solidez desta solução governativa", voltando a salientar que a "a leitura que deve ser feita" é apenas ao nível local.

 

Questionada sobre se o resultado que Fernando Medina conseguiu à frente da Câmara de Lisboa, onde perdeu maioria, o fragiliza, a responsáveis respondeu com o facto de António Costa também não ter tido maioria nos dois primeiros mandatos à frente do edil lisboeta.  




A sua opinião23
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
General Ciresp Há 2 semanas

Acabei de ler agora no c.da manha q a camara de v.do conde foi ganha por 1 independente(Elisa Ferraz),pois bem,poucos dias antes de regressar de ferias ela veio ter connosco a praia,todos juntos nao eramos mais de 10 pessoas,nem por isso ela reconquistou a camara.Isto prova q nao sao precisos liders

General Ciresp Há 2 semanas

Pois e Sara, o tempo vai dizer se estes aumentos dados pelo mirolho penseonario aos reformados pouco antes das eleicoes tiveram influencia nesta votacao.Repito o que tenho dito:esta eleicao nada,mas mesmo nada mexe com a situacao do pais.Sabemos todos q eleicao de freguesia e conhecida de todos.

Anónimo Há 2 semanas

O PSD pode cantar vitoria porque fez com que o PS eliminasse do mapa o PCP e o BE. "As facadas do Costa.".

General Ciresp Há 2 semanas

Aqui a paula toda pedrosa mete os votos todos no mesmo saco para dizer q ele esta cheio,mas repartido pelas freguesias,nao valem um pataco.Toda a gente conhece aquela adivinha:qual pesa mais 1 kilo de ferro,ou 1 kilo de algodao,pois bem assim esta esta abandonada.Fortes em festas,fracos na responsab

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub