Economia PSD: Descida da taxa de desemprego deve-se à reforma laboral de Passos Coelho

PSD: Descida da taxa de desemprego deve-se à reforma laboral de Passos Coelho

O vice-presidente da bancada do PSD, Adão Silva, diz que os números da taxa de desemprego, que desceu para 10,1% no primeiro trimestre deste ano, são a “prova dos nove” de que a reforma laboral do anterior Governo está a “dar os seus resultados”.
PSD: Descida da taxa de desemprego deve-se à reforma laboral de Passos Coelho
Bruno Simões 10 de maio de 2017 às 13:36

A descida do desemprego para 10,1% no primeiro trimestre deste ano, anunciada esta manhã pelo INE, é resultado da reforma laboral levada a cabo no primeiro Governo de Passos Coelho, defendeu esta manhã Adão Silva, vice-presidente da bancada parlamentar do PSD. Salientando que o partido se congratula por números que "são positivos", Adão Silva afirmou depois que eles "são a prova dos nove de que a reforma laboral levada a cabo pelo Governo anterior, em 2012 e 2013, foi uma excelente reforma estrutural".

 

Esta tem sido a fórmula habitualmente utilizada pelo PSD para comentar os resultados positivos no desemprego. Ainda no início do corrente mês de Maio, Passos Coelho dizia que a redução do número de desempregados se deve à reforma laboral levada a cabo enquanto era primeiro-ministro. Nessa reforma, entre várias medidas, o Executivo aumentou o horário de trabalho no sector público para 40 horas, reduziu o número de férias para 22 e dias flexibilizou os despedimentos.

 

"A modernização das leis laborais, que na altura se empreendeu em Portugal, com feroz oposição dos partidos que hoje constituem a governação, está a dar os seus resultados, que são muito importantes e devem ser salientados", acrescentou Adão Silva. Por isso, o PSD diz esperar que "o Governo não venha a revogar a legislação laboral", como "revogou outras [leis]".

 

Os social-democratas admitem que se ajuste a legislação, "melhorando-a sempre, mas que não revogue esta legislação laboral, como tem sido vontade da esquerda radical", constituída pelo Bloco de Esquerda e PCP.

 

Adão Silva referiu ainda que os resultados divulgados esta manhã pelo INE "são obviamente positivos e vêm na linha do que já tinha acontecido em 2014 e 2015". Há uma "continuidade do que já se verificava" nesses anos, e o ritmo agora é mais baixo. "O que está a acontecer neste momento, embora bom, é menos bom do que o que aconteceu em 2014 e 2015", notou.

PSD procupado com redução da população activa

 

O responsável social-democrata manifestou ainda "alguma preocupação" com a "diminuição da população activa". Embora seja "muito pequena, de menos de 0,1%", é "importante assinalar, porque significa um potencial de menor crescimento das contribuições para a Segurança Social e para o Estado Social em geral". E lançou uma farpa a Manuel Caldeira Cabral, depois de o ministro da Economia ter previsto que a taxa ficasse abaixo dos 10% no primeiro trimestre. "Deve ter surpreendido o senhor ministro da Economia", atirou Adão Silva.

 

A taxa de desemprego de 10,1% divulgada esta manhã pelo INE evidencia que foram criados 145 mil empregos no último ano. Face ao mesmo período de 2016, o desemprego recua 2,3 pontos percentuais. Esta taxa é a mais baixa em pelo menos sete anos.




A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Jorge Silva 10.05.2017

Mas qual louros do Passos?!? Já te esqueceste que logo no começo da geringonça, uma das acusações do PSD e do CDS era que estavam a reverter todas as medidas do anterior governo e vinha o diabo!! Até me deu um arrepio, quando se formou a geringonça. Mas agora só digo: Abençoada Geringonça!! (ex PSD)

Mas quer pessoa de bom senso vê isso 10.05.2017

Qualquer tipo de reforma só começa a dar frutos 3 a 4 anos depois de ter sido implementada.
O parasita do costa está a recolher o louros do Passos e ainda insulta o governo anterior, o costa é um verdadeiro filho da ... mãe (p)...
Ó censor vermelho, agora apaga este também, rato cobarde.

Anónimo 10.05.2017

O Banif caiu UM MÊS depois de Passos e Portas serem postos a andar daqui para fora, e eles diziam que era culpa do Costa, não deles!! Agora um ANO E MEIO depois de sairem dizem k esta descida deve-se às políticas deles!!
HAHAHAHAHAH!!!! Eles tão desesperados, o rennie hoje desaparece das farmácias!

Anónimo 10.05.2017

SÃO ESTES ESCROQUES,GAROTOS QUE DENIGREM A MELHOR POLÍTICA. GATUNOS COMO O PASSOS QUE SÓ SE LIMITOU A BEIJAR O RABO À MERKEL -UMA VERGONHA - Q INCENTIVOU À EMIGRAÇÃO DA MELHOR GERAÇÃO, QUE ROUBOU OS REFORMADOS QUE VENDEU AS EMPRESAS A PATACO MAS COMO JÁ VÊ ALTERNATIVAS VEM A INVEJA DA INCOMPETÊNCIA

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub