Lei Laboral PSD e CDS ajudam PS a chumbar aumento de horas extra

PSD e CDS ajudam PS a chumbar aumento de horas extra

PCP e BE e PAN propunham a reposição do valor pago pelo trabalho suplementar. As propostas foram chumbadas com os votos do PS, PSD e CDS. Direito de oposição na transmissão de contrato foi aprovado.
PSD e CDS ajudam PS a chumbar aumento de horas extra
Bruno Simão
Catarina Almeida Pereira 02 de fevereiro de 2018 às 13:17

PSD e CDS ajudaram esta sexta-feira o PS a chumbar as propostas destinadas a aumentar o valor mínimo das horas extraordinárias. As propostas de PCP, BE e PAN determinavam a anulação dos cortes introduzidos durante o programa de ajustamento.

O Governo tem dito que a prioridade para este ano é a qualidade do emprego e o primeiro-ministro reconhece que é desejável que os salários subam, uma vez que estão praticamente estagnados. Mas o Executivo nunca revelou abertura para revogar a maior parte das medidas aprovadas durante o programa de ajustamento. Vieira da Silva afirmou esta sexta-feira, em declarações à TSF, que não quer alterações profundas à legislação laboral.

Esta posição não é, por isso, uma surpresa para os parceiros que no Parlamento ajudam a suportar o Governo, apesar do desafio deixado esta quinta-feira em plenário por Jerónimo de Sousa. No debate em que António Costa anunciou que vai apresentar medidas para agravar as contribuições das empresas que contratam a prazo, o secretário-geral do PCP convidou o primeiro-ministro a acompanhar as iniciativas que agora foram chumbadas.

Oposição à transmissão de contrato aprovada

Quase pronta a seguir para promulgação está a proposta que consagra o direito de oposição em caso de transmissão do contrato de trabalho, aprovada esta sexta-feira em votação final global.

A deputada Wanda Guimarães saudou a "maturidade" dos trabalhadores envolvidos no processo da PT/Altice, que assistiram na bancada à aprovação das novas regras. "O PS não legisla para uma empresa, legisla por um princípio".




A sua opinião7
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Quem o inimigo poupa às mãos lhe cai... Há 2 semanas

O PSD e CDS em auto-suicídio...
O costa usurpador tem que governar com quem escolheu, com os esquerdalhos, logo nunca precisar da ajuda oposição.
Os todos os projetos apresentados pelo PSD na AR, nesta legislatura, foram chumbados pelos geringonços, então agora vota ao lado do derrotado/derrotado?

Carlos Manuel Silva Há 2 semanas

Quando é que Povo aprende que este governo são uma cambada de vigaristas e mentirosos que fizeram uma lavagem cerebral ao Povo.
Dão tudo e não prática não dão nada.
Se não fosse o turismo e os impostos sobre os combustíveis. ..

General Ciresp Há 2 semanas

Vou repetir o q tenho dito vezes 100conta neste jornal:ser ferrado por 1 cao,ou ser ferrado por 1 gato as dores sao exactamente iguais.Fica a ideia de q hoje fizeram uma prova de como deve ser o bloco central no futuro,gatonada.O PRIVADO esta condenado a morrer ORFAO.

pertinaz Há 3 semanas

PSD E CDS COMETERAM UM ERRO CRASSO...!!!

ver mais comentários
pub