Política PSD preocupado com "mais uma fraude" nos currículos do Governo

PSD preocupado com "mais uma fraude" nos currículos do Governo

O PSD manifestou a sua "maior preocupação" com o que diz ser "mais uma fraude" nos currículos dos Governo e disse tratar-se de um "padrão de mentira e encobrimento" que exige ver esclarecido pelo ministro da Educação.
PSD preocupado com "mais uma fraude" nos currículos do Governo
Miguel Baltazar
Lusa 28 de Outubro de 2016 às 21:32

"O PSD manifesta a sua maior preocupação pelos dados, pelas informações que foram hoje reveladas pela imprensa acerca de mais uma fraude nos currículos dos governantes e ainda por cima de alguma lógica de encobrimento que parece ter existido neste último caso", afirmou esta sexta-feira, 28 de Outubro, o deputado do PSD Carlos Abreu Amorim.

 

O chefe de gabinete do secretário de Estado da Juventude e Desporto, Nuno Félix, demitiu-se hoje, depois de se ter tornado público que não concluiu as duas licenciaturas que declarou ter, segundo o jornal Observador.

 

De acordo com o Observador, Nuno Félix declarou, "para efeitos de despacho de nomeação", que tinha uma licenciatura em Ciências da Comunicação, pela Universidade Nova de Lisboa, e outra em Direito, pela Universidade Autónoma, tendo ambas as instituições desmentido que o chefe de gabinete do secretário de Estado da Juventude e Desporto as tenha concluído.

 

Para o deputado Carlos Abreu Amorim, parece tratar-se de "um padrão de mentira e de encobrimento" e "a serem verdadeiras as informações que hoje foram reveladas, o senhor ministro da educação revela ter um sentido de Estado completamente invertido. "Preferiu a manutenção de um chefe de gabinete que estava a mentir à manutenção de um secretário de estado que queria repor a verdade", sustentou o social-democrata.

 

Nesse sentido, "o grupo parlamentar do PSD exorta o senhor primeiro-ministro António Costa a obrigar o seu ministro da Educação a dar as explicações ao país, aos portugueses, explicações que têm que ser minuciosas, cabais e contundentes".

 

"Neste momento é preciso saber se o sentido de Estado está ou não salvaguardado neste Governo ou se de facto existe o tal padrão de mentira e de encobrimento", assinalou o social-democrata para quem "a responsabilidade está não apenas no senhor ministro da Educação, mas também no senhor primeiro-ministro António Costa".

 

Já esta semana, o primeiro-ministro António Costa aceitou o pedido de demissão do seu adjunto para os Assuntos Regionais, Rui Roque, também por declarar, para efeitos de despacho de nomeação, uma licenciatura que não detinha, um caso também avançado pelo jornal Observador.

 

No primeiro Governo de Pedro Passos Coelho, o ministro Miguel Relvas demitiu-se na sequência de ter sido tornado público que a sua licenciatura em Ciência Política na Universidade Lusófona de Lisboa tinha sido concedida com base em equivalências ilegais.

 

Já anteriormente, o ex-primeiro-ministro José Sócrates tinha visto a sua licenciatura pela Universidade Independente ser posta em causa pela forma irregular como teria sido concluída.




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 6 dias

NÃO ADMIRA Q ESTE CARLOS AMORIM TENHA PERDIDO A MEMÓRIA. PARECE Q ANDA C A MEMÓRIA A FALHAR. RELVAS SÓ SAIU DEPOIS D TANTO EMPURRÃO Q O OBRIGOU A SAIR P PORTA DOS FUNDOS. Q O ENCOBRUI TANTO TEMPO? MAS N FUNDO OS MAIS CULP S OS Q DECLARAM HABILITAÇÕES FALSAS. ESSES É Q DEVIAM SER PUNIDOS

O MAIOR DE TODOS OS MEDOS Há 1 semana

UM ESTUDO RECENTE DETERMINOU QUE O PSD E CDS SÃO OS MAIORES CONSUMIDORES DE QUEIJO DO PAIS
DAI OS VÁRIOS EPISÓDIOS DE ESQUECIMENTO.

Anónimo Há 1 semana

Quero lá saber se os adjuntos e chefes de gabinetes têm ou não licenciatura, todos sabemos que esses lugares são de boys, não interessando o seu CV.Já agora, o ex SE da Juventude poderia se achava mal, demiti-lo.Não foi isso que fez há pouco tempo outro SE?Limpou todo o Gabinete

Desanimado Há 1 semana

O laranjal despudorado volta a atacar. Este ao menos demitiu-se imediatamente, as vossas laranjas podres é que custam bastante a largar o poder.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub