Orçamento do Estado PSD quer divulgação semestral da execução dos investimentos prioritários

PSD quer divulgação semestral da execução dos investimentos prioritários

Os social-democratas entregaram uma proposta em que pretendem que já em Janeiro o Governo divulgue o grau de realização dos investimentos previstos no PETI, passando a fazer esse balanço a cada seis meses.
PSD quer divulgação semestral da execução dos investimentos prioritários
Miguel Baltazar
Maria João Babo 17 de novembro de 2017 às 19:40

O PSD pretende que o Governo divulgue já em Janeiro do próximo ano o grau de realização dos investimentos previstos no Plano Estratégico dos Transportes e Infra-estruturas (PETI), que foi aprovado pelo Executivo de Pedro Passos Coelho, com base na informação a 31 de Dezembro de 2017.

De acordo com a proposta entregue pelos social-democratas de alteração ao Orçamento do Estado (OE) para 2018, a ideia é que o Governo passe ainda a divulgar semestralmente o grau de realização dos investimentos previstos no PETI "com a sua publicação no Portal do Governo e o envio dessa informação para a Assembleia da República".

Os social-democratas pretendem ainda assegurar que o actual Governo dará continuidade aos investimentos previstos naquele plano "através da mobilização das fontes de financiamento públicas, privadas e comunitárias previstas".

Na proposta de aditamento apresentada referem em concreto o lançamento de projectos de investimento como a ampliação do terminal de contentores Sul do porto de Leixões, a expansão do terminal XXI em Sines e o novo terminal de contentores de Lisboa, entre outros projectos previstos para o modo marítimo. Na ferrovia reclamam o lançamento do projecto de modernização/electrificação da linha do Oeste, ramal de Alfarelos.

Na sua proposta defendem ainda que sejam iniciados os projectos de investimentos previstos no PETI como o aumento da eficiência do actual terminal portuário de Alcântara ou a via navegável do Douro, o IP3 Coimbra-Viseu, a modernização da linha de Cascais, entre outros.

Querem ainda a conclusão de projectos como a modernização/electrificação da linha do Minho e o plano de modernização da linha do Norte.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub