Eleições PSD quer ganhar maioria das câmaras e juntas nas autárquicas

PSD quer ganhar maioria das câmaras e juntas nas autárquicas

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, assumiu esta segunda-feira que o partido espera ganhar uma "maioria de mandatos" nas próximas eleições autárquicas, um objectivo que não será fácil, mas que está "ao alcance".
PSD quer ganhar maioria das câmaras e juntas nas autárquicas
Lusa 16 de janeiro de 2017 às 23:59

"Nós temos a expectativa de poder nestas eleições alcançar uma maioria de mandatos, quer nas câmaras municipais, quer nas juntas de freguesia", afirmou Passos Coelho durante um jantar da distrital do PSD/Porto, que reuniu na Maia mais de 200 militantes. E acrescentou: "isso para nós é importante e estou convencido de que, não sendo um objectivo fácil, é um objectivo que está ao nosso alcance".

 

Passos Coelho destacou ter a certeza "que o distrito do Porto, apesar de já ter um resultado muito significativo em termos de representação do PSD nas autarquias locais, pode dar um contributo para este objetivo nacional, alargando os resultados de sucesso no distrito".

 

"E eu não deixarei de estar cá a acompanhar esse trabalho e a poder mais de perto testemunhar o empenhamento que tenho verificado existir intensamente de preparação e envolvimento de todos os órgãos para que essas candidaturas sejam bem-sucedidas", garantiu o líder social-democrata.

 

Pedro Passos Coelho começou por dizer que 2017 será um "ano político muito intenso", especialmente "porque a agenda autárquica vai dominar os trabalhos políticos".

 

"É assim em ano de eleições, é um assunto que tem relevo para as escolhas que vão ser feitas por quatro anos nas nossas terras e o PSD tem que estar preparado para apresentar as melhores equipas para essas eleições", disse o líder dos sociais-democratas.

 

Quanto ao distrito do Porto, Passos Coelho assinalou que "em muitos municípios", o trabalho do PSD foi bom pelo que há "razões para estar confiantes em ver renovar a confiança dos cidadãos no trabalho que os autarcas desenvolveram".

 

"Noutros casos há que fazer novas escolhas com a ambição de encontrar do lado do eleitorado uma confiança que nos permita voltar a ganhar eleições onde as perdemos no passado ou onde, por qualquer outra razão, acabamos por não ter um projeto bem-sucedido", admitiu.

 

Passos Coelho defendeu também que "as eleições não se ganham só na campanha eleitoral e nas escolhas que são feitas para aquela eleição". "Muitas vezes há um trabalho de preparação que demora o seu tempo. Às vezes acertamos, outras vezes preparamo-nos para o outro a seguir. É isso que faz um grande partido", salientou.

 

Durante o encontro, o líder da distrital do PSD/Porto defendeu que "todas as energias" devem estar "voltadas para o combate político autárquico" e que "vencer as próximas eleições autárquicas é recuperar a maioria das câmaras do distrito para o PSD, ter a maioria na Área Metropolitana do Porto e ter a maioria na CIM [Comunidade Intermunicipal] do Tâmega e Sousa".

 

Bragança Fernandes destacou que "a total liberdade dos candidatos às câmaras de fazerem as suas listas é um princípio que deve ser respeitado e não deverão ser o género, nem a idade a definir se integrará esta ou aquela lista, mas sim a competência das pessoas".

 

"Uma vez escolhidos os candidatos às câmaras, às assembleias municipais e às assembleias de freguesia, temos a obrigação e o dever de estarmos todos unidos com essas candidaturas e não andar a semear tempestades", acrescentou.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Bela Há 6 dias

So se for na outra encarnacao. Enquanto isso desabafa as magoas nos sniffos

Anónimo Há 1 semana

DE FACTO SE FOSSE DITO POR UM POLÍTICO SÉRIO ATÉ SE TOLERARIA PORQUE NUNCA SE DEVE DESISTIR. AGORA DITO POR UM ESCROQUE QUE DE CREDIBILIDADE SÓ CONHECE O NOME E MAL, O QUE ELE PRETENDE É GOZAR COM A TROUPE - SÓ PODE.HAVERÁ ALGUÉM NO SEU JUIZO NORMAL QUE DÊ MAIS ALGUM VOTO A ESTE PSICOPATA?

pub