Economia PSD reconhece que corte de rating é "notícia negativa"

PSD reconhece que corte de rating é "notícia negativa"

O PSD reconheceu hoje que o corte em um nível do rating de Portugal pela Fitch é "negativo", mas ressalvou que a agência de notação financeira acredita pela primeira vez que as metas orçamentais vão ser cumpridas.
Lusa 24 de Novembro de 2011 às 12:39
"A Fitch baixou em um nível o ´rating' de Portugal, não é uma notícia positiva, com certeza, e baixou essencialmente devido às preocupações com o crescimento económico no nosso país", afirmou o vice-presidente da bancada social-democrata Miguel Frasquilho, em declarações aos jornalistas no Parlamento.

Contudo, acrescentou, pela primeira vez a agência de notação financeira "acredita que as metas orçamentais vão ser cumpridas em Portugal, quer em 2011, quer em 2012" e refere que o Orçamento do Estado para 2012 é um documento "bem desenhado e que permitirá em princípio cumprir os objectivos orçamentais".

"Se há uma notícia negativa que é o corte do ´rating', há este aspecto positivo que nos deixa a esperança de que a partir de 2013 Portugal estará numa posição menos desfavorável para enfrentar o contexto que também é um contexto adverso a nível orçamental", sublinhou o vice-presidente do grupo parlamentar do PSD.

Questionado se considera que esta decisão da Fitch dá "razão" aqueles que dizem que o Orçamento do Estado para 2012 irá trazer grandes problemas ao crescimento da economia, Miguel Frasquilho lembrou que desde que o memorando com a ´troika' foi assinado que se soube que em 2011 e 2012 iriam ser anos de "recessão profunda".

"Sabemos que 2011 e 2012 são anos recessivos e, portanto, é nesse sentido, é nessa vertente, que a Fitch baseia a decisão que tomou", referiu.

Miguel Frasquilho reiterou ainda a confiança do PSD de que apesar do Orçamento do Estado para 2012 ser "muito duro, muito exigente, porventura, injusto" esse é o único caminho.

"Julgo que não haveria Orçamentos justos na situação em que Portugal se encontra, nós temos a convicção que é este o caminho que temos de trilhar, não temos alternativa", vincou.

A agência de notação financeira Fitch cortou hoje o ´rating' de Portugal em um nível, de ´BBB-´ para ´BB+', passando a nota do país para um nível já considerado ´lixo' (´junk').

Em comunicado, a Fitch, que já tinha anunciado que iria tomar uma decisão sobre a revisão para possível corte que pairava sobre o ´rating' português no quarto trimestre deste ano, diz que os grandes desequilíbrios orçamentais, o elevado endividamento em todos os sectores e o cenário macroeconómico adverso levam a agência a considerar que a sua nota já não é consistente com um ´rating' dentro da chamada escala de investimento.






A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Jmor Há 1 semana

Óh, LeaoPortuga.
Está a ver que o Frasquilho ficou de boca aberta de espanto...

flavito Há 1 semana

Não faria falta o FMI se os psds devolvessem o dinheiro do BPN: 9 . 7 1 0 . 5 3 9 . 9 4 0 , 0 9 € (NOVE-MIL-SETECENTOS-E-DEZ-MILHÕES-DE-EUROS)
CASO BPN: ESCÂNDALO E IMPUNIDADE
A burla cometida no BPN não tem precedentes na história de Portugal !!!
O montante do desvio atribuído a Oliveira e Costa, Luís Caprichoso, Francisco Sanches e Vaz Mascarenhas é algo de tão elevado, que só a sua comparação com coisas palpáveis nos pode dar uma ideia da sua grandeza.
Com 9.710.539.940,09 € (NOVE MIL SETECENTOS E DEZ MILHÕES DE EUROS.....) poderíamos:
Comprar 48 aviões Airbus A380 (o maior avião comercial do mundo).
Comprar 16 plantéis de futebol iguais ao do Real Madrid.
Construir 7 TGV de Lisboa a Gaia.
Construir 5 pontes para travessia do Tejo.
Construir 3 aeroportos como o de Alcochete.
Para transportar os 9,7 MIL MILHÕES DE EUROS seriam necessárias 4.850 carrinhas de transporte de valores!
Assim, talvez já se perceba melhor o que está em causa.
Distribuído pelos 10 milhões de portugueses,
caberia a cada um cerca de 971 € !!!
Então e os Dias Loureiro e os Arlindos de Carvalho onde andam?!

LeaoPortugal Há 1 semana

As declarações do ministro só podem ser na brincadeira, então a agencia acredita nas metas orçamentais e portanto como acredita nelas baixa o ranting Para ajudar o país. Neste sentido o ministro considera que é uma conclusão inteligente a da agencia Fitch.

pub