Américas Putin diz que confiança nos EUA se "deteriorou" com Trump

Putin diz que confiança nos EUA se "deteriorou" com Trump

As afirmações do presidente russo chegam menos de uma semana depois da retaliação de Washington ao ataque com armas químicas contra uma povoação na Síria, levada a cabo por forças do regime de Assad.
Putin diz que confiança nos EUA se "deteriorou" com Trump
.
Paulo Zacarias Gomes 12 de abril de 2017 às 10:42
O presidente russo, Vladimir Putin, disse esta quarta-feira, 12 de Abri, que o nível de confiança entre os Estados Unidos e a Rússia se "deteriorou" desde a chegada de Donald Trump à Casa Branca.

"Pode-se dizer que o nível de confiança ao nível de trabalho, especialmente a nível militar, não melhorou, antes deteriorou-se," afirmou o responsável em declarações numa entrevista à televisão.

As afirmações de Putin, citadas pela Reuters, surgem menos de uma semana depois do ataque dos EUA a uma base aérea síria, em retaliação pelo uso de armas químicas no ataque a uma aldeia que deixou dezenas de mortos.

O chefe de Estado russo assegura que a Síria cumpriu com os seus compromissos de abandonar o uso de armas químicas e que tem duas explicações para a presença de gás no ataque de Idlib.

Uma das versões é de que o ataque das forças sírias às posições dos rebeldes atingiram um depósito de armamento químico - libertando o gás mortal. A outra é de que o "ataque com gás" foi "encenado" para desacreditar o regime de Bashar al-Assad.

A explicação já tinha sido dada ontem por Putin, que reclamou ainda uma investigação por parte da ONU. E mereceu da parte da Casa Branca um desmentido, com Washington a alegar que foi o governo sírio o responsável pelo bombardeamento e acusando o aliado russo de encobrir as responsabilidades de Damasco. 

Entretanto um porta-voz do Kremlin admitiu esta manhã a possibilidade de o secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, que se encontra em Moscovo desde ontem, poder vir a reunir-se com Vladimir Putin, previsivelmente no final desta quarta-feira.



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 12.04.2017

Mas como pode isso ser possivel? uma vez que , segundo os jornalistas, ele proprio e' que colocou Trump no poder? Agora e' que se ve, a credibilidade da maior parte da media; < NAO TODOS>

pub