Mundo Putin: russos foram os únicos que acreditaram na vitória de Donald Trump

Putin: russos foram os únicos que acreditaram na vitória de Donald Trump

O chefe de Estado da Rússia, Vladimir Putin, assinalou hoje que os russos foram os únicos que acreditaram na eleição de Donald Trump como Presidente dos Estados Unidos.
Putin: russos foram os únicos que acreditaram na vitória de Donald Trump
Negócios 23 de dezembro de 2016 às 12:02

"Ninguém, somente nós", os russos, acreditava que Donald Trump poderia ser eleito Presidente dos Estados Unidos, sublinhou Putin, no decorrer da sua habitual conferência de imprensa anual.

 

Putin sustentou que o ex-Presidente norte-americano Ronald Reagan "deveria ficar contente por ver que os representantes do seu partido conseguem vitórias em todo o lado".

 

"E deveria também ficar contente se visse que o Presidente eleito (dos EUA) tomou o pulso à sociedade americana e prosseguiu a sua estratégia até ao fim, apesar de ninguém, exceptuando nós (os russos), acreditar que poderia ganhar as presidenciais", acentuou.

 

O chefe de Estado russo disse ainda que o presidente Barack Obama, em fim de mandato, dividiu os Estados Unidos durante a campanha eleitoral para as presidenciais que se realizaram no mês passado. 

 

"A actual administração (dos Estados Unidos) divide o país. O apelo que foi feito para que os eleitores não votassem no Presidente eleito (Donald Trump) foi um passo no sentido da divisão", disse Vladimir Putin.

 

O Presidente russo recordou que o Partido Democrático, de Barack Obama e Hillary Clinton, não perdeu apenas nas presidenciais, foi também derrotado no Senado e no Congresso.

 

"Perderam em todas as frentes mas tentam encontrar culpados no exterior, e isto é indigno para eles próprios", disse Putin acrescentando que Moscovo não interferiu na realização das eleições.

 

"Perderam no Senado e no Congresso, onde os republicanos alcançaram a maioria. Isso também foi obra da minha? Sim, e depois até fizemos uma festa nas ruínas de uma capela do século XVIII", ironizou Putin numa alusão às acusações que responsabilizam o Kremlin de atos de espionagem informática contra os democratas norte-americanos.

 

"Tudo isto é prova de que a actual administração (Barack Obama) sofre de problemas estruturais", afirmou frisando que a actual "elite do Partido Democrático" não entende a "realidade".


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Rado 24.12.2016

Um psicopata, fã de um maluco, a avaliar Barack Obama. Lindo!

pub
pub
pub
pub