Negócios num minuto  Qual é a qualidade do emprego criado?

Qual é a qualidade do emprego criado?

Publicados os novos dados do INE sobre o mercado de trabalho, coloca-se a questão de saber se o emprego criado tem qualidade e se oferece fontes de rendimento estáveis. O editor executivo do Negócios, Manuel Esteves, dá-lhe a resposta.
A carregar o vídeo ...
Negócios 07 de fevereiro de 2018 às 17:45



A sua opinião7
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado Anónimo 07.02.2018

Preparem-se para fazerem camas e limparem sanitas de quarto de hotel aos nórdicos daqueles lugares com mercados de factores flexíveis e dinâmicos, onde se cria valor. Portugal no bom caminho.

comentários mais recentes
E muito boa segundo os Xuxialistas vendilhoes 08.02.2018

So com a classe de vermes que se governam a 43 anos sabia-se bem que nao a governacao possivel. Porque os Amigos do alheio= vulgo politicos sao maus todo o tempo. Olha so os bons empregos que têm as corjas dos politicos ladroes tipo pentelhos&coelhones e gangs de boys, injeitados que so vos rouba.

Jorge 08.02.2018

O emprego criado é mal remunerado e de pouca exigência de habilitações o que se fazia com 100 contos é o que se faz .com 500 euros? Entrou o euro perdemos poder de compra, mas quando há médicos e professores catedráticos a ganhar 2000 euros também acho que é uma miséria, tudo bloqueado

Anónimo 07.02.2018

Aqui no penico apenas se podem criar empregos de merda. Gente que se preze rouba e não esfola o coirão para receber 500 aérios/mês.

Anónimo 07.02.2018

O JdN que fique atento ao governo de Macron. Políticas muito boas, que se distinguirão pela sua justeza, do ponto de vista estritamente social, e pela sua visão, do ponto de vista estritamente económico, muito esclarecedoras e definitivas, estão para acontecer, primeiro em França e depois no resto da Eurozona. "We will gradually enter a time where having a lifetime employment based on tasks that are not justified will be less and less sustainable - we're actually already there." - Emmanuel Macron www.msn.com/en-gb/video/other/french-civil-servants-no-more-jobs-for-life/vi-AAeGlDD

ver mais comentários
pub